Topo

Morre brasileiro que estava em coma após ser agredido na Austrália

Ivan Susin morreu após ser agredido em Gold Coast, na Austrália, e ficar vários dias em coma - Reprodução/Facebook
Ivan Susin morreu após ser agredido em Gold Coast, na Austrália, e ficar vários dias em coma Imagem: Reprodução/Facebook
do UOL

Afonso Ferreira

Do UOL, em São Paulo

12/10/2019 08h28Atualizada em 12/10/2019 08h44

O estudante brasileiro Ivan Susin, 29, que estava em coma havia dez dias na Austrália, morreu ontem. A irmã do jovem, Joseane Susin, lamentou no Facebook e agradeceu, em nome da família, o apoio recebido da comunidade brasileira em Gold Coast, cidade onde o rapaz morava.

"A família, nesse momento de profunda dor e sem qualquer resposta para a tragédia que a assola, busca forças na solidariedade encontrada em cada pessoa que, nos últimos 10 dias de luta ininterrupta pela vida do Kiko, manteve acesa a chama da esperança", escreveu Joseane na rede social.

A irmã de Ivan também disse que a família vai lutar na Justiça para que o agressor do rapaz seja condenado.

"A barbárie cometida contra um menino de 29 anos que, indo à Austrália concretizar seus primeiros sonhos perde a vida, nunca poderá ser compreendida. No entanto, a busca por justiça será não só razão para continuarmos vivos, mas essencialmente para que Ivan Susin, brasileiro, filho, irmão, amigo e ser humano de bondade indescritível, jamais seja esquecido", afirmou.

A Organização Brasil Austrália em Gold Coast, uma das entidades que ajudou a família, também lamentou a morte do estudante brasileiro em sua página no Facebook.

"Desejamos que hoje o manto de Nossa Senhora Aparecida envolva de paz e luz o caminho do Ivan Susin. Que a bondade e o amor que a nossa padroeira representam acolham e confortem a dor da família, e que nos una cada vez mais na solidariedade e no amor ao próximo", afirmou a entidade.

Procurado pelo UOL, o Itamaraty informou que vai prestar todo apoio legal à família e que vai seguir acompanhado o inquérito.

Entenda o caso

Natural de Santa Catarina, Ivan Susin morava na Austrália havia um ano, onde estudou inglês e fazia um curso de gestão. Em 1º de outubro, o rapaz se envolveu em uma briga e acabou atingido com um soco ao tentar ajudar um amigo que estava sendo agredido em um bar.

Imagens divulgadas por um portal de notícias da cidade australiana mostram que um homem se aproximou do amigo de Ivan. O amigo cai e é agredido pelo homem. Ivan se aproxima e tenta acertar o agressor, mas é atingido por uma quarta pessoa. Ivan desmaia e, nesse momento, os agressores fogem.

O caso ganhou repercussão entre a comunidade brasileira na Austrália, que se mobilizou para ajudar a família. A mãe do rapaz, Jane Maria Susin, viajou para a Austrália para acompanhar a recuperação do filho. Sem falar inglês, ela teve ajuda de brasileiros que residem no país.

Segundo a mídia australiana, os responsáveis pela agressão respondem pelo crime em liberdade após pagar fiança e devem comparecer a julgamento na semana que vem.

Notícias