PUBLICIDADE
Topo
Notícias

Notícias

Conteúdo publicado há
1 mês

Supremo da Itália adia audiencia de sentença de ex-ditador peruano

27/10/2021 02h12

Roma, 26 out (EFE).- O Supremo Tribunal da Itália adiou nesta terça-feira para o dia 15 de janeiro a proclamação da sentença de Francisco Morales Bermúdez, ditador do Peru entre 1975 e 1980,que é acusado pelo desaparecimento de cidadãos do país europeu, crimes que estariam relacionados com a execução da Operação Condor.

Os juízes da corte de instância máxima da Itália tomaram a decisão para revisar as motivações da sentença que outros magistrados do mesmo tribunal emitiram em julho deste ano, para 14 outros condenados por atuação no período repressivo, entre eles, 11 uruguaios e três chilenos.

Fontes ligadas ao julgamento informaram que a nova audiência está marcada para 15 de janeiro de 2022, às 15h locais.

A promotoria pede que seja confirmada para Morales Bermúdez a pena de prisão perpétua, que foi determinada em primeira e segunda instâncias na justiça italiana.

A Itália começou a investigar cerca de duas décadas atrás o assassinato e o desaparecimento de vários italianos ou de pessoas que tinham dupla nacionalidade, durante a Operação Condor. Em 2007, foi pedida a prisão de 146 militares de Bolívia, Chile, Peru e Uruguai.

Com a morte e a falta de permissão da Argentina para que se atuasse contra os militares do país, a lista de indiciados acabou sendo reduzida, por isso, foi confirmada apenas a prisão perpétua de 11 uruguaios e três chilenos. EFE

Notícias