PUBLICIDADE
Topo

Notícias

França vai vistoriar 76 mesquitas para monitorar islamismo radical no país

03/12/2020 12h31

Setenta e seis mesquitas suspeitas de radicalização passarão por inspeção nos próximos dias na França, disse Gérald Darmanin nesta quinta-feira (3). Se for confirmado que são antirrepublicanas, as mesquitas serão fechadas. 

Setenta e seis mesquitas suspeitas de radicalização passarão por inspeção nos próximos dias na França, disse Gérald Darmanin nesta quinta-feira (3). Se for confirmado que são antirrepublicanas, as mesquitas serão fechadas. 

"Existem, segundo os serviços de inteligência, 76 locais de culto suspeitos de radicalização, de separatismo", disse o ministro do Interior à rádio RTL, detalhando informações divulgadas na véspera em sua conta no Twitter .

"Existem 2.600 locais de culto muçulmanos na França. Quando vemos 76 de 2.600, estamos longe do que chamamos de uma radicalização generalizada, mas há lugares às vezes muito concentrados, na verdade, locais de culto que são abertamente antirrepublicanos", declarou Darmanin. 

"Setenta e seis foram claramente identificadas pelos serviços de inteligência do Estado, então eu vou iniciar nesta tarde, visto que me encontro com os prefeitos das cidades onde ficam as mesquitas esta tarde, verificações generalizadas destes locais de culto para tirar dúvidas", disse. E adicionou: "Se essas dúvidas se confirmarem, solicitarei o fechamento". 

Gérald Darmanin ordenou o controle das associações suspeitas de islamismo radical após o assassinato do professor de História Samuel Paty em 16 de outubro. Várias delas foram dissolvidas, e a Grande Mesquita de Pantin, na periferia de Paris, foi fechada por seis meses.

(Com informações da Reuters)

Notícias