PUBLICIDADE
Topo

Notícias

Acidente de avião com 191 pessoas a bordo deixa ao menos 16 mortos na Índia

08/08/2020 01h35

Nova Délhi, 7 ago (EFE).- Um avião com 191 passageiros a bordo que voava de Dubai, nos Emirados Árabes, para Kozhikode, no sul da Índia, saiu da pista durante o pouso nesta sexta-feira, no aeroporto da cidade, e se partiu em dois, deixando pelo menos 16 mortos, incluindo um dos pilotos.

O comissário adjunto da polícia, Sujit Das, detalhou que entre os mortos está um dos pilotos e que praticamente todos os passageiros sofreram algum tipo de lesão.

Já o diretor-geral da polícia do estado de Kerala - de onde Kozhikode é a capital - Loknath Behera, elevou onúmero de mortos para 15, em declarações à emissora "NDTV".

De acordo com o diretor-geral da Força Nacional de Resposta a Desastres, S.N. Pradhan, a aeronave acidentada realizava o voo AI1344 da Air India Express, um serviço de baixo custo da estatal Air India.

"A aeronave derrapou na pista de aterrissagem do aeroporto de Kozhikode. O avião está danificado", disse Pradhan, que divulgou uma imagem mostrando o veículo dividido em dois, iluminado por holofotes enquanto se aproxima um caminhão dos bombeiros.

O portal de rastreamento de dados de voo "Flightradar24" mostrou que o Boeing 737 NG da Air India Express tentou aterrissar duas vezes antes do acidente.

A "NDTV" mostrou imagens caóticas do local do acidente e da evacuação de passageiros do avião sob a chuva, além de um dos hospitais para onde algumas pessoas foram levadas.

Embora a Índia ainda não tenha autorizado voos internacionais, suspensos devido à pandemia de Covid-19, o país asiático tem um programa de repatriamento chamado Vande Bharat, ao qual pertencia o voo da Air India Express.

Esta é a segunda tragédia nesta sexta-feira em Kerala, onde pelo menos 15 pessoas morreram em um deslizamento de terra no distrito montanhoso de Idukki.

O último grande acidente aéreo na Índia ocorreu em 2010, quando um Boeing 737, também da Air India Express, caiu no aeroporto de Mangalore, no sudoeste da Índia, e deixou 158 mortos.

Notícias