PUBLICIDADE
Topo

Notícias

Acionista de farmacêutica chinesa que testa vacina ganhou US$ 14 bi em 2020

Ações da Chongqing Zhifei Biological Products subiram 80% desde o fim de junho, quando a farmacêutica divulgou a aprovação de teste clínico em humanos de uma vacina contra a covid-19 - Robson Mafra/AGIF/Estadão Conteúdo
Ações da Chongqing Zhifei Biological Products subiram 80% desde o fim de junho, quando a farmacêutica divulgou a aprovação de teste clínico em humanos de uma vacina contra a covid-19 Imagem: Robson Mafra/AGIF/Estadão Conteúdo

Venus Feng

06/08/2020 06h31

Na batalha contra o novo coronavírus, um ensaio de vacina é quase sempre um incentivo para as ações de farmacêuticas.

As ações da Chongqing Zhifei Biological Products subiram 80% desde o fim de junho, quando a farmacêutica divulgou que o regulador de fármacos da China aprovou o teste clínico em humanos de uma vacina contra a covid-19. Com alta de 256% neste ano até ontem, a ação tem o melhor desempenho no índice ChiNext.

Os ganhos impulsionaram a fortuna de Jiang Rensheng, presidente do conselho da Zhifei, para US$ 19,4 bilhões, deixando-o mais perto do clube das dez pessoas mais ricas da China, dominado por magnatas da tecnologia e do setor imobiliário, de acordo com o Índice de Bilionários Bloomberg.

Só em julho, seu patrimônio líquido mais do que dobrou, o crescimento mais rápido entre as 500 pessoas mais ricas do mundo. Neste ano, a fortuna de Jiang, de 66 anos, aumentou em US$ 14,4 bilhões. Ele tem participação de 56% na Zhifei.

Riqueza não é a verdadeira medida de sucesso, responsabilidade social, sim, disse Jiang a estudantes em sua alma mater em maio de 2019. Sua empresa vende vacinas para infecções como gripe e meningite e é a única empresa chinesa autorizada a comercializar um tratamento da Merck & Co. para prevenir câncer do colo do útero.

A Zhifei reportou lucro líquido de 1,5 bilhão de yuans nos primeiros seis meses de 2020, um aumento de 30% em relação ao ano passado. A empresa disse que realiza ensaios clínicos de fase 1 e 2 com sua vacina contra o coronavírus.

A Zhifei não respondeu a um pedido de comentário.

Embora o patrimônio líquido de Jiang tenha crescido mais rapidamente entre as 500 pessoas mais ricas do mundo em julho, Jeff Bezos, Elon Musk e Mukesh Ambani acumularam mais dinheiro do que ele. Cada um aumentou suas fortunas em US$ 14,5 bilhões no mês passado, de acordo com o índice de riqueza da Bloomberg.

Notícias