PUBLICIDADE
Topo

Polícia pretende encerrar investigação sobre o caso Madeleine, diz jornal

do UOL

Do UOL, em São Paulo

15/07/2020 15h22

O caso do desaparecimento da garotinha Madeleine McCann está prestes a ter suas investigações encerradas pela polícia alemã, de acordo com o tabloide The Sun, indo na contramão da vontade dos pais dela.

A resolução tem relação com os indícios encontrados pelos alemães de que Christian Brueckner teria sido o responsável pelo desaparecimento e morte da menina e acontece em meio a um temor que ele possa deixar a prisão em que se encontra atualmente.

As autoridades alemãs estão convencidas de que Christian raptou e matou Madeleine. Nos próximos meses ocorrerá a decisão sobre processá-lo.

Assim, o promotor que comanda o caso, Hans Christian Wolters, afirmou que as investigações devem parar. "Temos interesse em mantê-lo em custódia. Isso nos dá acesso para interrogatórios caso ele seja indiciado", afirmou ele.

"Mas não há motivo para arrastar [as investigações] desnecessariamente. Vamos demarcar um ponto em algum momento", complementou Wolters.

Advogados de Christian entraram com uma apelação contra sua sentença de sete anos em regime fechado por um estupro em Portugal, em 2005. Atualmente ele cumpre pena por tráfico de drogas, mas se tiver sucesso no tribunal no caso de estupro, pode ser solto.

Segundo uma fonte do The Sun, o medo é de que o acusado seja solto, desapareça e complique mais uma vez a investigação do caso.

Madeleine sumiu no mesmo país, em 2007, quando tinha três anos.

Notícias