PUBLICIDADE
Topo

Índia chega a 2 mil casos confirmados e 53 mortes por Covid-19

02/04/2020 22h19

Nova Délhi, 2 abr (EFE).- A Índia superou a marca de 2 mil casos confirmados de Covid-19 nesta quinta-feira, com 53 mortes até o momento, e autoridades advertiram que o número de infecções ainda pode aumentar devido a um evento religioso que se tornou um foco de contágios no país.

O Ministério da Saúde da Índia informou que, até esta tarde, 2.015 pessoas testaram positivo para coronavírus e 53 morreram após terem sido diagnosticadas.

Segundo o chefe de governo de Nova Délhi, Arvind Kejriwal, 108 dos 219 casos registrados na capital provêm do complexo religioso de Markaz, no distrito de Nizamuddin, que sediou um evento do movimento islâmico Tablighi Jamaat, do qual participaram centenas de peregrinos da Índia e de outros países.

Muitos estados na Índia registraram nos últimos dias vários casos de pessoas que participaram desse evento, que começou na capital no início de maio.

Entre os estrangeiros que participaram do encontro religioso estavam indonésios, tailandeses e cingaleses, assim como habitantes de outros países da região, como Mianmar, Nepal e Bangladesh.

O Ministério do Interior da Índia informou nesta quinta-feira que 960 estrangeiros foram colocados em uma "lista negra" de observação devido à participação no evento.

"Sob a direção do ministro do Interior, Amit Shah, o Ministério do Interior colocou na lista negra 960 estrangeiros, presentes na Índia com vistos turísticos, por sua participação nas atividades de Tablighi Jamaat", disse o governo em comunicado.

A Índia, um país com 1,3 bilhão de pessoas, declarou em 25 de março um confinamento total da população por 21 dias, após fechar progressivamente as fronteiras devido ao aumento global dos casos de coronavírus.

Notícias