PUBLICIDADE
Topo

Em Davos,Greta diz que suas reivindicações foram 'ignoradas'

24/01/2020 11h06

DAVOS, 24 JAN (ANSA) - A ativista sueca Greta Thunberg afirmou nesta sexta-feira (24) que suas reivindicações climáticas foram "totalmente ignoradas" pelos líderes políticos que participaram do Fórum Econômico Mundial em Davos, na Suíça. "Tivemos algumas reivindicações. É claro que essas demandas foram completamente ignoradas. Não esperávamos nada menos", afirmou a adolescente, que pede o fim imediato do financiamento de combustíveis fósseis.   

Na 50ª edição do Fórum Econômico Mundial, que acaba nesta sexta-feira (24), Thunberg chamou atenção e até trocou farpas com o secretário do Tesouro dos Estados Unidos, Steven Mnuchin, que aconselhou a sueca "que primeiro estude economia e vá para a universidade, e depois poderá voltar a nos visitar".   

A ativista, por sua vez, declarou posteriormente que o comentário do político norte-americano não a afetou.   

"Não têm qualquer efeito. Eles nos criticam desta maneira constantemente. Se nos incomodássemos, não poderíamos fazer o que estamos fazendo. Nós mesmos nos colocamos no centro das atenções", disse Thunberg.   

O caso entre Mnuchin e Thunberg mostrou as tensões sobre as mudanças climáticas no Fórum Econômico Mundial, onde governos e grandes empresas estão sob pressão para agir sobre o aquecimento global. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Notícias