PUBLICIDADE
Topo

Explosão em depósito de fogos de artifício deixa 4 mortos no México

06/12/2019 21h56

(Atualiza com mais informações).

Cidade do México, 6 dez (EFE).- Uma explosão dentro de um depósito de fogos de artifício na cidade de Amozoc de Mota, no estado de Puebla, na região central do México, deixou ao menos quatro mortos e sete feridos.

Fontes da Defesa Civil do México disseram à Agência Efe que o acidente ocorreu por volta das 13h (horário local; 16h em Brasília) desta sexta-feira.

O material pirotécnico que era guardado no armazém explodiu por um erro humano. O incêndio posterior provocou uma coluna de fumaça que atingiu 100 metros de altura.

O coordenador-geral da Defesa Civil de Puebla, César Flores, disse à Agência Efe que um protocolo de emergência foi ativado no armazém pouco depois do acidente, alertando todas as autoridades sobre a explosão.

O número de feridos subiu de cinco para sete. Todos, segundo Flores, foram levados a um hospital especializado em ortopedia para que fossem atendidos. Inicialmente, as autoridades locais informaram que eles haviam sofrido queimaduras graves e corriam risco de morrer.

"O balanço que registramos é de sete feridos, que foram levados ao hospital mais próximo, e quatro mortos, cujos corpos serão entregues aos seus familiares", explicou o representante da Defesa Civil.

A explosão não causou danos a imóveis próximos ao armazém. No entanto, a Defesa Civil manterá a região isolada para evitar novos acidentes especialmente porque no local há outras fábricas de fogos de artifício.

Segundo o órgão, o depósito, que fica em uma região não povoada de Puebla, estado próximo à Cidade do México, tinha permissão do governo federal para armazenar os fogos de artifício.

Funcionários do Corpo de Bombeiros, da Secretária de Defesa Nacional, da Defesa Civil e da Guarda Nacional foram até o local para começar a investigar o que ocorreu. As equipes foram reforçadas com a presença de agentes das polícias municipal e estadual.

A Procuradoria-Geral do Estado do México também enviou promotores até Amozoc de Mota para auxiliar no trabalho de investigação e esclarecer o motivo da explosão.

As explosões de fábricas de material pirotécnico são comuns no México. Em 1999, 73 pessoas morreram e 350 ficaram feridas em um acidente similar ocorrido em um local clandestina de produção do material em Celaya, no estado de Guanajuato. EFE

Notícias