Topo

Bolsonaro evita citar crise no PSL em transmissão semanal ao vivo no Facebook

Daniel Galvão e Pedro Caramuru

São Paulo

17/10/2019 20h32

O presidente Jair Bolsonaro evitou citar a crise no PSL na transmissão semanal ao vivo feita nesta quinta-feira, 17, pelo Facebook. Bolsonaro realizou a transmissão ao lado do proprietário da loja de departamentos Havan, Luciano Hang, e centrou a fala em assuntos econômicos.

De Florianópolis, onde participou da aula inaugural do Curso de Formação da Polícia Rodoviária Federal (PRF), o presidente falou na rede social ao fim de um dia turbulento para ele e o partido. Nesta quinta-feira, 17, Bolsonaro foi derrotado com a decisão da Secretaria-Geral da Mesa Diretora da Câmara de validar na função o líder do PSL na Casa, Delegado Waldir (GO), em detrimento do deputado Eduardo Bolsonaro (SP). No mesmo dia, o presidente destituiu da liderança do governo no Congresso a deputada Joice Hasselmann (PSL-SP), após ela assinar a lista de apoio à permanência de Delegado Waldir.

"Você é um homem que tem ajudado muito o País. Mais que muito político, inclusive", afirmou Bolsonaro a Hang, sem, no entanto, mencionar a crise no PSL. Hang aproveitou a live ao lado do presidente para falar de suas lojas e chegou a ser interrompido por Bolsonaro com um aperto no braço.

No início da transmissão, o presidente, ao se referir à data de hoje, disse que a live acontecia no dia "17 de outubro". Hang insistiu e pediu para o presidente repetir: "É 17, é?", em referência ao número do partido de Bolsonaro durante a corrida eleitoral. "Acabei de participar de uma aula aqui na Academia da Polícia Rodoviária Federal. Foi maravilhoso o evento", desconversou Bolsonaro.

Notícias