Topo

Governo Maduro pede que EUA recupere 'canais diplomáticos'

18/09/2019 19h31

Caracas, 18 Set 2019 (AFP) - O governo de Nicolás Maduro pediu aos Estados Unidos na quarta-feira que restabeleçam os laços diplomáticos, depois de iniciar um diálogo com a parte minoritária da oposição venezuelana.

"A única coisa que esperamos do governo dos Estados Unidos é ter uma sinérese, recuperar canais diplomáticos e dialogar com o governo" de Maduro, disse o vice-presidente Delcy Rodríguez a repórteres.

A Venezuela rompeu relações com os Estados Unidos no dia 23 de janeiro, depois que o presidente desse país, Donald Trump, validou a autoproclamação do líder opositor Juan Guaidó como presidente interino.

O opositor é reconhecido como presidente interino por cerca de 50 países.

Segundo a vice-presidente venezuelana, Washington tem "somente um caminho: a negociação e a comunicação diplomática", ao ter "fracassado em seus projetos" para expulsar Maduro do poder.

Rodríguez defendeu as negociações empreendidas na última segunda-feira com um grupo de partidos minoritários da oposição, a que se somou nesta quarta-feira o pastor evangélico e ex-candidato presidencial Javier Bertucci.

O diálogo foi iniciado com um acordo que prevê a eleição de novas autoridades eleitorais, a libertação de opositores - como aconteceu na terça-feira com o vice-presidente do Parlamento, Edgar Zambrano - e a busca de uma troca de petróleo por alimentos, medicamentos e serviços.

Também levou ao retorno do bloco governista à Assembleia legislativa - de maioria opositora -, da qual se retirou em 2016.

Zambrano anunciou que em breve serão libertados pelo menos 58 opositores, sem detalhar seus nomes.

O pacto com a minoria opositora foi assinado um dia depois que Guaidó declarou ter "esgotado" o diálogo com representantes de Maduro.

Stalin González, o segundo vice-presidente do Congresso, considerou nesta quarta-feira que esse acordo contribui para que Maduro - apoiado pela Força Armada, Rússia, China e Cuba - "se agarre mais ao poder".

atm/axm/llu/cc

Mais Notícias