Topo

Fluxo cambial total em setembro até dia 13 é negativo em US$ 1,752 bi

Fabrício de Castro

Brasília

18/09/2019 15h11

Depois de encerrar agosto com saídas líquidas de US$ 4,317 bilhões, o País registrou fluxo cambial negativo de US$ 1,752 bilhão em setembro até o dia 13, informou o Banco Central.

O canal financeiro apresentou saídas líquidas de US$ 1,818 bilhão no período. Isso é resultado de aportes no valor de US$ 18,991 bilhões e de retiradas no total de US$ 20,809 bilhões. O segmento reúne os investimentos estrangeiros diretos e em carteira, remessas de lucro e pagamento de juros, entre outras operações.

No comércio exterior, o saldo de setembro até o dia 13 é positivo em US$ 67 milhões, com importações de US$ 6,051 bilhões e exportações de US$ 6,118 bilhões. Nas exportações, estão incluídos US$ 1,028 bilhão em Adiantamento de Contrato de Câmbio (ACC), US$ 1,616 bilhão em Pagamento Antecipado (PA) e US$ 3,473 bilhões em outras entradas.

Total no ano

O fluxo cambial do ano até 13 de setembro ficou negativo em US$ 8,278 bilhões, informou o Banco Central. Em igual período do ano passado, o resultado era positivo em US$ 22,379 bilhões.

A saída pelo canal financeiro neste ano, até 13 de setembro, foi de US$ 22,096 bilhões. O resultado é fruto de aportes no valor de US$ 386,590 bilhões e de envios no total de US$ 408,686 bilhões.

No comércio exterior, o saldo anual acumulado até 13 de setembro ficou positivo em US$ 13,818 bilhões, com importações de US$ 119,110 bilhões e exportações de US$ 132,929 bilhões. Nas exportações estão incluídos US$ 23,491 bilhões em ACC, US$ 34,346 bilhões em PA e US$ 75,092 bilhões em outras entradas.

Semana

O fluxo cambial registrado na semana passada (de 9 a 13 de setembro) ficou negativo em US$ 161 milhões, informou o Banco Central.

O canal financeiro apresentou saída líquida de US$ 74 milhões na semana, resultado de aportes no valor de US$ 9,604 bilhões e de envios no total de US$ 9,679 bilhões.

No comércio exterior, o saldo na semana passada ficou negativo em US$ 86 milhões, com importações de US$ 3,083 bilhões e exportações de US$ 2,996 bilhões. Nas exportações, estão incluídos US$ 486 milhões em ACC, US$ 714 milhões em PA e US$ 1,795 bilhão em outras entradas.

Notícias