Topo

Premier demissionário, Conte é elogiado no G7

25/08/2019 12h10

ROMA, 25 AGO (ANSA) - Giuseppe Conte chegou a Biarritz, na França, para participar de maneira simbólica da cúpula do G7 como um primeiro-ministro demissionário e sem uma agenda clara para a Itália, que enfrenta uma grave crise política. O premier italiano, no entanto, foi recebido de maneira calorosa pelos líderes políticos, inclusive pelo francês Emmanuel Macron e pela alemã Angela Merkel. Ambos, que protagonizaram momentos de tensão e troca de farpas com Matteo Salvini, da Liga Norte, gostaram do fato de Conte atacar publicamente o ministro do Interior e vice premier da Itália durante a sessão da última terça-feira (20) no Senado, quando anunciou sua renúncia ao cargo. "Conte foi um dos melhores exemplos de lealdade na Europa. É sempre difícil defender os interesses nacionais e encontrar soluções europeias, mas, sobre ele, só posso dizer coisas positivas. Além de ter um grande senso de humor", afirmou o presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, em uma coletiva de imprensa em Biarritz. Apesar de ter renunciado ao cargo, Conte ainda pode ser indicado novamente para assumir o governo italiano. Seu nome é defendido pelo Movimento 5 Estrelas (M5S) nas negociações partidárias para a formação de um novo gabinete. No Senado, em seu discurso de renúncia, Conte fez duros ataques a Salvini, chamando-o de "irresponsável" e "oportunista", e acusando-o de provocar a crise política na Itália. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Mais Notícias