Topo

Departamento de Transporte dos EUA confirma auditoria do Boeing 737 MAX 8

2019-03-19T18:24:00

19/03/2019 18h24

Nova York, 19 Mar 2019 (AFP) - O Departamento de Transporte americano ordenou nesta terça-feira uma auditoria do processo de certificação do Boeing 737 MAX 8, aeronave que protagonizou dois acidentes fatais nos últimos meses.

O pedido da secretária de Transporte, Elaine Chao, leva a "compilar uma história factual e objetiva das ações que levaram à certificação do 737 MAX 8", disse um comunicado, confirmando a informação da imprensa.

O Departamento de Justiça abriu, no entanto, segundo o The Wall Street Journal, uma investigação criminal sobre o desenvolvimento deste modelo, cujo uso foi suspenso em todo o mundo.

"A segurança é a prioridade número um do Departamento, e todos estamos tristes pelas tragédias dos dois acidentes recentes do Boeing 737 MAX 8 na Indonésia e na Etiópia", disse Chao.

Um 737 MAX 8 da Ethiopian Airlines caiu em 10 de março no sudeste de Addis Ababa, matando 157 pessoas; e um Lion Air 737 MAX 8 caiu no Mar de Java no final de outubro, deixando 189 mortos.

Relatórios preliminares indentificaram semelhanças entre os dois acidentes, nos quais os aviões caíram pouco após a decolagem.

Até agora, investigadores estão focando no sistema de estabilização de voo MCAS (Maneuvering Characteristics Augmentation System), envolvido no acidente na Indonésia.

A Agência Federal de Aviação (FAA) está particularmente sob pressão por ter pedido aos próprios funcionários da Boeing para inspecionar e aprovar esta aeronave.

"A Boeing solicitou uma modificação deste tipo de certificação em janeiro de 2012 e a agência federal de aviação o concedeu em março de 2017", disse o Departamento de Transportes nesta terça.

A auditoria foi confiada a uma instituição independente, que transmitirá suas conclusões às autoridades.

lo/Dt/leo/gv/cbr/ll/cc

BOEING

Mais Notícias