PUBLICIDADE
Topo
Notícias

Notícias

Conteúdo publicado há
1 mês

Evo Morales chega ao Peru para assistir à posse de Castillo

26/07/2021 16h34

Lima, 26 Jul 2021 (AFP) - O ex-presidente boliviano Evo Morales chegou nesta segunda-feira (26) ao Peru procedente da fronteira no lago Titicaca para assistir na quarta-feira, em Lima, à posse do esquerdista Pedro Castillo como novo presidente.

"Estive em contato permanente com o irmão Pedro durante a campanha, depois da campanha [...], é dirigente sindical, temos coincidências políticas e programáticas", declarou Morales à imprensa após chegar a território peruano, proveniente da cidade fronteiriça de Desaguadero.

O ex-presidente (2006-2019) foi recebido pelo prefeito de Desaguadero, Isidoro Mendoza, e a cônsul boliviana em Puno, Felipa Huanca. Em seguida, viajaria para a cidade vizinha de Juliaca para embarcar em um voo com destino a Lima, segundo a imprensa local.

Morales chamou os governos dos dois países a desenharem uma "agenda binacional", o que "seria a melhor homenagem a nossos próceres que tentaram a unidade na Confederação Peruano Boliviana" (1836-1839).

Além disso, sugeriu que Peru, Bolívia e Argentina industrializem a produção do lítio, matéria-prima utilizada em baterias.

"Argentina, Bolívia e Peru devem industrializar o lítio, mas como Estado", expressou Morales, que tinha visitado o Peru pela última vez em outubro de 2018, após sofrer uma derrota na Corte Internacional de Justiça de Haia, que determinou que o Chile não tinha obrigação de negociar com seu país uma saída para o mar.

"Se o fizerem, estou certo que em pouco tempo estes três países sul-americanos seriam uma potência em baterias de lítio em nível mundial. É parte da agenda. Certamente vamos trabalhar com o presidente [boliviano] Lucho Arce", afirmou Morales.

A posse de Castillo será celebrada no dia em que o Peru comemora o bicentenário de sua independência, proclamada em 28 de julho de 1821.

Estarão presentes vários presidentes, entre eles o boliviano Luis Arce, o argentino Alberto Fernández e o equatoriano Guillermo Lasso, assim como o rei da Espanha, Felipe VI.

Castillo, professor rural de Cajamarca (norte) participará na quinta-feira de uma posse simbólica na pampa de Quinua, cenário da batalha de Ayacucho de 9 de dezembro de 1824, que selou a independência da América espanhola.

Castillo foi proclamado há uma semana como presidente eleito pelo júri eleitoral, que demorou um mês e meio para revisar impugnações de votos e apelações antes de declará-lo vencedor do segundo turno de 6 de junho contra a direitista Keiko Fujimori.

fj/ll/mvv

Notícias