PUBLICIDADE
Topo
Notícias

Notícias

Wall St encerra em queda expressiva por temores inflacionários

12/05/2021 17h17

Por Stephen Culp

NOVA YORK (Reuters) - Wall Street fechou em baixa nesta quarta-feira, com o S&P 500 em seu maior recuo percentual diário desde fevereiro, conforme dados de inflação norte-americana alimentaram preocupações de que o Federal Reserve (Fed, banco central dos Estados Unidos) possa elevar as taxas de juros mais cedo do que o previsto.

Todos os três principais índices de ações norte-americanos encerraram a sessão em território negativo, na esteira da divulgação pelo Departamento do Trabalho de que a inflação ao consumidor mostrou em abril a maior alta em quase 12 anos.

O relatório era muito aguardado pelos agentes do mercado, que estão cada vez mais preocupados se os atuais saltos nos preços vão desafiar o discurso do Fed e se transformar em inflação de longo prazo.

Mas a demanda reprimida dos consumidores, num ambiente de amplos estímulos e de maior poupança, está colidindo com uma escassez de oferta, o que tem feito disparar os preços das commodities, enquanto a escassez de mão de obra aumenta os salários.

"O assunto na mente de todos é obviamente a inflação", disse Matthew Keator, sócio-gestor do Keator Group, empresa de gestão de patrimônio em Lenox, Massachusetts. "É algo que o (Fed) tem procurado, e eles estão finalmente realizando seu desejo."

"A questão é: por quanto tempo isso vai esquentar antes de começar a ferver?"

O índice Dow Jones caiu 1,99%, a 33.588 pontos, enquanto o S&P 500 perdeu 2,144939%, a 4.063 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq recuou 2,67%, a 13.032 pontos.

Notícias