PUBLICIDADE
Topo

Notícias

Coronavírus: uso de máscara será obrigatório em bairros agitados de Marselha

Município pretende lançar uma campanha de informação que incluirá a presença de mediadores nas áreas onde foi instituída a obrigatoriedade - Atout France/Robert Palomba
Município pretende lançar uma campanha de informação que incluirá a presença de mediadores nas áreas onde foi instituída a obrigatoriedade Imagem: Atout France/Robert Palomba

07/08/2020 12h15

Diante da alta do número de infecções, a prefeitura da cidade anunciou hoje que a proteção deverá ser usada a partir de amanhã nos bairros mais frequentados de Marselha, no sul da França, pelo menos até o dia 31 de agosto.

No Porto Velho, no centro histórico, a máscara será exigida entre 10h e 4h da madrugada. Perto da praia do Prado, no setor Borély, no sul da cidade, e na região Plaine & Cours Julien, que têm uma vida noturna agitada, a máscara será imposta apenas entre 19h e 4h da madrugada.

"Há um aumento de casos na faixa etária entre 20 e 40 anos. Essas pessoas participam de festas e são, frequentemente, assintomáticas, podendo contaminar outras que vivem com elas", disse a secretária municipal Marie Aubert, durante uma coletiva de imprensa.

Na última quinta-feira (6), a Agência Regional da Saúde da região Provence-Alpes-Côte-d'Azur elevou o risco de retomada da epidemia de "limitado" para "moderado". O motivo é o relaxamento das medidas de proteção no verão, segundo as autoridades.

O diretor da agência, Sébastien Debeaumont, lembrou que existem 16 focos epidêmicos na região, oito deles somente em Marselha, ligados à organização de festas ou outros eventos particulares. Ele esclareceu que, apesar do aumento de casos, a situação nos hospitais está sob controle e não há uma alta significativa do número de consultas. Isso se explica pelo fato de os jovens, em geral, desenvolverem formas menos graves da doença, sem necessidade de internação.

Campanha de informação

A decisão de impor a proteção em certos locais foi tomada depois de uma reunião presidida pela prefeita da cidade, Michèle Rubirola, com uma representante da região e outro da Agência Regional da Saúde.

O município pretende lançar uma campanha de informação que incluirá a presença de mediadores nas áreas onde foi instituída a obrigatoriedade. A polícia municipal será mobilizada para assegurar o respeito à regra", explicou a prefeitura em um comunicado.

Várias cidades já adotaram o uso da máscara na França para conter o avanço do vírus, como Paris, onde a medida deve entrar em vigor na semana que vem, Nice, no sul, ou Bonifácio, na ilha francesa da Córsega.

Notícias