PUBLICIDADE
Topo

Notícias

Rali de minério em risco com sinal de fluxo recorde da Austrália

Krystal Chia

05/08/2020 09h30

(Bloomberg) -- O mercado global de minério de ferro está bem equilibrado, pois a demanda na China sustenta os preços acima de US$ 110 a tonelada, mesmo com a recuperação da oferta. Dados recentes de rastreamento de navios indicam fluxos recordes da Austrália.

Embarques nos principais portos do maior exportador totalizaram 75,4 milhões de toneladas em julho, segundo dados da Global Ports compilados pela Bloomberg. O volume é superior aos fluxos nacionais de 69,3 milhões de toneladas no ano anterior, segundo dados oficiais, e seria recorde para o mês de julho, se confirmado.

O preço do minério de ferro disparou neste ano puxado pela combinação de cortes no fornecimento do Brasil e produção recorde de aço na China, onde estímulos para combater o impacto da pandemia impulsionaram tanto o consumo quanto os preços dos produtos. Embora a maioria dos bancos projete desaceleração dos preços do minério de ferro neste semestre diante da maior oferta, isso ainda não se materializou.

Além dos dados de rastreamento de navios australianos, há outros sinais de crescimento da oferta. Na China, os estoques portuários aumentaram nas últimas sete semanas. E, no Brasil, os embarques também subiram, com exportações diárias de 1,48 milhão de toneladas nos 23 dias úteis de julho em relação a 1,43 milhão de toneladas em junho.

A Vale, cujo desempenho é um fator decisivo para o saldo do mercado este ano, não vê suporte para preços altos no curto a médio prazo, à medida que a empresa aumente a produção, disseram executivos na semana passada.

©2020 Bloomberg L.P.

Notícias