PUBLICIDADE
Topo

Rio tem madrugada de tiroteios na Praça Seca e bairros próximos

Imagens de hoje pela manhã mostravam homens armados se deslocando pela região - Reprodução
Imagens de hoje pela manhã mostravam homens armados se deslocando pela região Imagem: Reprodução
do UOL

Do UOL, em São Paulo

08/07/2020 09h49

Bairros da Zona Oeste do Rio de Janeiro tiveram uma madrugada tensa hoje com tiroteios que foram relatados principalmente na região da Praça Seca. Segundo a TV Globo, os tiros foram motivados por um confronto entre milicianos e traficantes, que invadiram comunidades dominadas pela milícia.

Imagens do local na manhã de hoje mostravam homens armados se deslocando pelas comunidades do bairro e em direção a regiões de mata. Não há informações de feridos e a PM (Polícia Militar) disse que reforçou o policiamento na região.

Segundo relato feito na plataforma OTT (Onde Tem Tiroteio), no final da noite de ontem já eram ouvidos tiros na Praça Seca. Os disparos também foram relatados na Taquara e pareciam vir do Morro do Jordão. Vídeos feitos por moradores também mostraram intenso tiroteio na região durante a noite.

Desde o início de junho, as operações policiais em comunidades do Rio estão proibidas por uma decisão liminar do ministro Edson Fachin, do STF (Superior Tribunal Federal), que determinou a suspensão das ações por conta da pandemia do coronavírus.

Em entrevista à TV Globo, o coronel Mauro Fliess, porta-voz da PM fluminense, disse que a corporação está respeitando a determinação do STF e que reforçou o patrulhamento na Praça Seca durante a madrugada.

"A PM segue cumprindo a determinação do STF", disse Fliess. "Tão logo tomamos conhecimento desse confronto entre grupos criminosos, houve um reforço (do patrulhamento) ainda durante a madrugada na área que cerca essas comunidades".

O coronel antecipou que a PM planeja uma operação para a região, mas num "conceito de exclusividade".

"Há dados de inteligência e um planejamento meticuloso por conta da periculosidade da área, do grande número de pessoas armadas e dessa proximidade de área de mata. Então, estamos montando uma operação dentro desse conceito de exclusividade para ocupar esse local", afirmou.

Notícias