PUBLICIDADE
Topo

Sessão de vereadores no MA por vídeo termina em bate-boca e ofensas

do UOL

Do UOL, em São Paulo

02/06/2020 16h06

A sessão plenária da Câmara de Vereadores da cidade de Timon, no Maranhão, terminou em bate-boca e troca de ofensas entre participantes. O evento foi realizado por videoconferência, medida adotada durante a pandemia do novo coronavírus.

Tudo começou quando o vereador Ramon Júnior (PP), afirmou que o prefeito Luciano Ferreira de Souza (PSB) estaria negligenciando a saúde do município, de cerca de 170 mil habitantes.

"Nem o medicamento o prefeito está dando. Nem o medicamento", afirmou.

"Aí mente, meu amigo", respondeu José Carlos Assunção (PSB), vereador da situação.

Ramon então se irritou com a intervenção e recorreu ao presidente da Câmara, Helber Guimarães (PEN). "Presidente, eu queria que o vereador Zé Carlos calasse a boca, porque ele é muito mal educado", criticou.

José Carlos contra-atacou. "Está mentindo demais, rapaz. O tempo todo mentindo."

"Quando esse jumento estava falando, eu estava calado, entendeu? Quanto tu, canalha, estava falando, bandido, eu estava calado. Ladrão safado. Que tu é ladrão", disparou Ramon.

A partir daí, os dois vereadores passaram a trocar ofensas. José Carlos chamou Ramon de "cheirador de cocaína" e "espancador de mulher", enquanto o colega de casa o chamou de "pilantra", velho vagabundo", "ladrão" e "bandido".

Em nota oficial divulgada ontem, a Câmara de Vereadores de Timon lamentou a discussão e prometeu punição aos dois, que deverão ser suspensos de atividades. Os dois serão analisados pelo Conselho de Ética.

Confira a nota:

A Câmara Municipal de Timon, vem por meio desta nota lamentar o episódio ocorrido hoje, 01, ao final da sessão plenária por videoconferência, quando os vereadores Ramon Júnior e José Carlos Assunção trocaram acusações e ofensas.

A direção desta Casa informa que os dois parlamentares serão punidos com a suspensão de suas atividades, pelo período de oito dias, e suas atitudes serão analisadas pelo Conselho de Ética.

A Câmara Municipal de Timon esclarece ainda que presa pelo debate público, respeitoso e que preze pelo decoro e pelo respeito à instituição e à população, da qual os vereadores são representantes legítimos. Repudiamos a atitude dos dois parlamentares e prezamos pelo debate de ideias, com foco no bem da população.

Notícias