PUBLICIDADE
Topo

ONU anuncia duas primeiras mortes por COVID-19 entre agentes de missão de paz

29/05/2020 19h54

Nações Unidas, Estados Unidos, 29 Mai 2020 (AFP) - Dois agentes das missões de paz da ONU no Mali morreram por causa do novo coronavírus, informaram nesta sexta-feira (29) as autoridades da organização.

Dos cerca de 100.000 soldados da ONU enviados para quase 15 missões diferentes em todo o mundo, esses dois são os primeiros capacetes azuis a ter mortes diretamente relacionadas à pandemia.

"Infelizmente, também quero dizer que ontem e hoje dois de nossos colegas militares morreram por causa da COVID-19", comentou o secretário-geral da ONU, António Guterres, durante reunião na sede da ONU em Nova York para homenagear os membros das forças de paz mortos em conflito.

Um dos falecidos era do Camboja e o outro de El Salvador, "ambos membros da MINUSMA", a missão de paz da ONU no Mali, informou Guterres.

Segundo a ONU, incluindo soldados, policiais, civis e todo o pessoal envolvido, até esta sexta-feira foram contabilizados 137 casos de coronavírus nas missões de paz da organização, com 53 recuperados e duas mortes anunciadas.

A MINUSMA é a missão mais afetada pela doença, com 90 casos e 43 recuperados, além das duas mortes mencionadas.

Em seguida, as missões mais afetadas são a da República Democrática do Congo (MONUSCO), com 21 casos e três recuperações, e da República Centro-Africana, com 17 casos e duas pessoas recuperadas.

prh/cjc/to/jh/llu/lp/bn/mvv

Notícias