PUBLICIDADE
Topo

ONS aumenta previsão de chuvas em hidrelétricas em fevereiro; vê queda na carga

Nos primeiros 15 dias de fevereiro, o consumo de eletricidade no Brasil recuou 1,9% ante mesmo período do ano passado -
Nos primeiros 15 dias de fevereiro, o consumo de eletricidade no Brasil recuou 1,9% ante mesmo período do ano passado

21/02/2020 18h17

As chuvas na região das hidrelétricas do Sudeste, que concentram os maiores reservatórios, devem alcançar 103% da média histórica em fevereiro, projetou nesta sexta-feira o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), que elevou previsão de 101% divulgada na semana anterior.

O órgão do setor elétrico também revisou, para baixo, a expectativa de carga de energia, que representa uma soma do consumo com as perdas na rede. A previsão agora é de recuo de 0,4% no mês, contra alta de 0,3% esperada anteriormente.

Nos primeiros 15 dias de fevereiro, o consumo de eletricidade no Brasil recuou 1,9% ante mesmo período do ano passado, ao registrar 65.894 megawatts médios, disse nesta sexta-feira a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE).

As boas precipitações em fevereiro, acima da média para o mês, considerado parte do chamado período úmido— que vai de novembro a abril e é associado a maiores chuvas na região das usinas hídricas— revertem cenário visto entre o final do ano passado e janeiro, de volumes bastante abaixo do padrão para a época.

As expectativas mais favoráveis para este mês já haviam feito a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), no final de janeiro, a definir bandeira tarifária verde para as contas de luz em fevereiro, o que não gera custos extras para os consumidores.

O mecanismo tarifário, que leva a cobranças adicionais ao sair do verde para o amarelo ou vermelho, quando há menor oferta de energia no sistema brasileiro, predominantemente hidrelétrico, vinha aumentando os custos da energia há sete meses antes da melhoria do quadro hidrológico neste mês.

Notícias