PUBLICIDADE
Topo

Volkswagen T-Cross: qual versão levou SUV à liderança e qual "micou"

Versão Highline do SUV compacto da Volkswagen foi responsável por mais de 40% das vendas em novembro - Murilo Góes/UOL
Versão Highline do SUV compacto da Volkswagen foi responsável por mais de 40% das vendas em novembro
Imagem: Murilo Góes/UOL
do UOL

Alessandro Reis

Do UOL, em São Paulo (SP)

06/12/2019 04h00

Pela primeira vez desde o seu lançamento, em abril, o Volkswagen T-Cross encerrou o mês como o SUV mais vendido do Brasil. Em novembro, o utilitário esportivo da Volkswagen acumulou 6.256 emplacamentos, ganhando por margem bastante apertada do Jeep Renegade, que somou 6.233 unidades licenciadas no mesmo período.

Apesar de garantir a liderança mensal, no acumulado do ano o modelo da VW está em sétimo lugar na categoria, com 30.451 unidades comercializadas até novembro. Já o Renegade continua na ponta, com mais do que o dobro: 63.022 vendas.

UOL Carros teve acesso aos emplacamentos do utilitário esportivo por versão no mês passado, para saber qual foi a que mais vendeu. As informações são da consultoria Jato Brasil.

Versão PCD começa a ser faturada só em janeiro

Configuração Sense deve aumentar as vendas do T-Cross, porém só começa a ser faturada em janeiro - Divulgação
Configuração Sense deve aumentar as vendas do T-Cross, porém só começa a ser faturada em janeiro
Imagem: Divulgação

Já vamos adiantar: a versão mais vendida não foi o recém anunciado T-Cross Sense, voltado ao público PCD (pessoas com deficiência). Com preço de R$ 57.630, incluindo as isenções de ICMS e IPI previstas para esses clientes, a versão PCD, a mais barata, começa a ser faturada somente em janeiro, de acordo com a Volks.

A configuração que puxou as vendas do T-Cross em novembro foi justamente a topo de linha Highline 250 TSI, que tem preço sugerido inicial de R$ 109.990. Foram comercializadas 2.663 unidades ou 42% dos emplacamentos totais no mês que passou.

Configuração Comfortline, a segunda mais cara, respondeu por 36% dos novos licenciamentos do SUV - Murilo Góes/UOL
Configuração Comfortline, a segunda mais cara, respondeu por 36% dos novos licenciamentos do SUV
Imagem: Murilo Góes/UOL

Ao mesmo tempo, a opção mais em conta depois da Sense foi a que "micou" no período: a 200 TSI com câmbio manual. Vendida a partir de R$ 84.990, teve apenas 102 exemplares emplacados ou 1,6% de todos os licenciamentos do SUV em novembro.

A segunda versão do T-Cross que mais vendeu foi a Confortline 200 TSI. Custando R$ 99.990, teve 2.255 emplacamentos (36%). Em terceiro lugar está a configuração 200 TSI automática (R$ 94.490), com 1.236 exemplares licenciados ou 19,7% do total.

Quer ler mais sobre o mundo automotivo e conversar com a gente a respeito? Participe do nosso grupo no Facebook! Um lugar para discussão, informação e troca de experiências entre os amantes de carros. Você também pode acompanhar a nossa cobertura no Instagram de UOL Carros.

Notícias