Topo

Joice: "Nunca houve tanta interferência de família dentro de um poder"

do UOL

Do UOL, em São Paulo

21/10/2019 22h38

A deputada federal Joice Hasselmann (PSL-SP) afirmou hoje em entrevista para o Roda Viva, da TV Cultura, que "nunca houve tanta interferência de uma família dentro de um poder" como existe no governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL).

Joice, que foi retirada da função de líder do PSL no Congresso Nacional, vem na última semana atacando a família Bolsonaro, principalmente o deputado federal Eduardo Bolsonaro.

A entrevistada declarou que concorda com uma declaração feita pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso no início deste ano, quando opinou que o governo de Bolsonaro é a "volta de um tipo de monarquia".

"Eu não só concordo como disse a mesma coisa. Disse ao presidente, 'Me ajude a te ajudar'. Esse tipo de fazer um puxadinho do Palácio do Planalto familiar não vai funcionar, isso não é bom para ninguém. Nunca houve tanta interferência de família dentro de um poder, nem na época do Sarney. Isso é perigoso para o país", afirma Joice no Roda Viva.

Para ela, os filhos do presidente —Carlos, Eduardo e Flávio— deveriam se afastar das redes sociais, já que têm o "ônus e o bônus" de seus respectivos cargos e família.

"Disse ao presidente, 'Olha, está errado esse tipo de posicionamento. O senhor não pode usar seu WhatsApp para atacar pessoas públicas, ou mesmo os seus filhos porque eles têm o ônus e o bônus de ser o filho do presidentes'. Quando o filho do presidente fala uma frase, o peso dela é dez vezes maior", entende..

"Por isso eles deveriam ficar mais quietos, restritos. Deletar o Twitter deles, Instagram, Facebook, deleta tudo. Porque todas as crises que aconteceram entre o executivo e o legislativo havia uma participação direta ou indireta dos meninos. O que isso contribui para o Brasil? Eu quero que o Brasil dê certo, mas desse jeito a gente vai perdendo a esperança", completa.

Crise no PSL

Após ser retirada de sua função no Congresso Nacional pelo próprio presidente. Hasselmann e Eduardo passaram a trocar acusações, principalmente pelas redes sociais.

Na última sexta, o deputado federal publicou uma montagem com a imagem dela dentro de uma nota de R$ 3, insinuando que a deputada é falsa.

Em seguida, Hasselmann postou montagem de Eduardo vestido como Quico, personagem da série mexicana "Chaves", e disse entre outras coisas: "Deputado eleito pelo papai querendo ser embaixador", referindo-se à tentativa do filho de Bolsonaro de se tornar embaixador do Brasil em Washington (EUA).

No final de semana, ambos voltaram a trocar ofensas: primeiro, o filho do presidente escreveu. "Galvão, deixe de seguir a pepa", direcionando a mensagem a Joice. A deputada respondeu pouco tempo depois e o chamou de "picareta" e um "zero à esquerda".

"Picareta! Menininho nem-nem: nem embaixador, nem líder, nem respeitado. Um zero a esquerda. A canalhice de vocês está sendo vista em todo Brasil. Ouvi agora aplausos num tradicional restaurante em SP e a palavra: como eles foram canalhas com você! Saiba que você está entre o 'eles'".

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Notícias