Topo

Homem invade casa para matar ex-mulher, mas acerta o pai, segundo polícia

José Amilton Dias Mendes, suspeito de atirar contra a ex-mulher - Divulgação/Polícia Civil
José Amilton Dias Mendes, suspeito de atirar contra a ex-mulher Imagem: Divulgação/Polícia Civil
do UOL

Daniel Leite

Colaboração para o UOL

15/09/2019 22h17Atualizada em 16/09/2019 15h46

Um homem de 43 anos é procurado pela polícia sob suspeita de matar o ex-sogro em Jeceaba (MG), a 113 km de Belo Horizonte. Segundo a polícia, o alvo de José Amilton Dias Mendes era a mulher com quem ele foi casado, mas ele acabou acertando o pai dela.

Na divulgação oficial, a PM identifica o atirador como um homem "armado e perigoso", e pede ajuda da população para denunciar, pelo 190 ou 181, caso alguém o reconheça na rua.

Um vizinho relatou ter acordado com o barulho da porta da casa da mulher sendo arrombada, e logo depois ouviu os tiros pouco antes das 5h. José tinha entrado na residência da ex, de 24 anos, onde ela estava com os pais.

Depois de entrar na casa, segundo a polícia, ele atirou nos três. Dois tiros acertaram a mãe, de 46 anos, dois atingiram a ex-mulher, e um tiro atingiu a região da cabeça do pai dela, de 52 anos, que morreu no hospital. Ele ainda golpeou a ex-sogra com faca. O filho do casal e outro menor de idade também estavam presentes na casa. Eles não foram atingidos, mas a polícia não soube informar se as crianças presenciaram o crime.

Antes de sair, o suspeito teria dito que voltaria para matar a ex-mulher e o filho deles.

O resgate foi chamado, mas o vizinho optou por levar as vítimas para o hospital no próprio carro. Ela e a filha seguem internadas e estão conscientes, em Conselheiro Lafaiete.

Atirador tem várias passagens pela polícia

O vizinho contou para a polícia ter visto o carro do suspeito saindo em direção à zona rural do município, de 5.000 habitantes. Ele tem ficha criminal por tráfico de drogas, lesão corporal, contrabando ou descaminho, ameaça e desobediência.

Os militares foram até a casa do rapaz, mas ela estava trancada e ninguém foi encontrado. Na câmera de segurança de um hotel, viram um carro semelhante ao do suspeito passando em alta velocidade, em direção à casa das vítimas, pouco antes do horário do crime, mas não foi possível identificar a placa pelas imagens.

Mais Notícias