Topo

Executivo dos EUA pede demissão após romance com agente russa ser revelado

22/08/2019 22h06

Washington, 23 Ago 2019 (AFP) - Patrick Byrne, diretor-executivo da empresa Overstock.com, anunciou nesta quinta-feira seu pedido demissão do cargo ao admitir que teve um romance com uma mulher russa condenada por "conspiração", um relacionamento que foi revelado através da imprensa.

A confissão do envolvimento com Maria Butina, uma agente rusa que seduziu a elite dos grupos pró-armas nos Estados Unidos para se infiltrar na classe política, transformou Byrne, segundo suas próprias palavras, em alguém muito "controverso" para dirigir a Overstock.com, uma loja online fundada no final da década de 1990.

Byrne admitiu na semana passada que durante três anos teve uma relação com Butina, condenada por "conspiração" por seduzir integrantes proeminentes da Associação Nacional do Rife (NRA) com o objetivo de se infiltrar na classe política americana.

Butina é a única russa detida e condenada pela investigação por interferência de Moscou nas eleições presidenciais de 2016 e atualmente cumpre uma sentença de 18 meses de prisão.

O romance foi revelado publicamente em 12 de agosto através de reportagens na Fox News. No dia da exibição da matéria, Byrne emitiu um estranho comunicado no site da Overstock, citando o "Deep State" ("Estado Profundo"), uma teoria da conspiração que defende que uma coalizão clandestina de burocratas exerce realmente o poder nos Estados Unidos.

Numa entrevista ao jornal The New York Times, Byrne disse que conheceu a jovem espiã ruiva numa convenção em Las Vegas e que sua insistência em se reunir com membros da campanha presidencial de Hillary Clinton e Donald Trump despertou desconfiança.

Após a divulgação do pedido de demissão do executivo, as ações de Overstock.com subieram 8,31%.

vog/sdu-an/piz/lca

Mais Notícias