Topo

Startup de caminhões autônomos está próxima de valer US$ 1 bi

Vinicy Chan e Lulu Chen

21/08/2019 11h47

(Bloomberg) -- A PlusAI, startup com a retaguarda da Sequoia Capital, está prestes a levantar cerca de US$ 200 milhões e atingir valor de mercado de US$ 1 bilhão. A captação é para continuar bancando o desenvolvimento de caminhões autônomos, de acordo com pessoas a par do assunto.

A empresa está trabalhando com consultores na rodada de financiamento e pretende criar uma joint venture com uma das maiores fabricantes de caminhões da China, a FAW Jiefang, subsidiária da estatal China FAW Group, revelaram as fontes. A Plus.AI quer investidores externos liderando essa rodada, da qual Sequoia e Full Truck Alliance, que já estão com a empresa, também participarão, segundo uma das pessoas, que pediu anonimato porque as discussões são privadas.

Sediada em Cupertino, Califórnia, a startup em breve apresentará caminhões com recursos de condução parcialmente automatizados, classificados como veículos autônomos de nível 2, informou essa fonte.

Fundada por colegas da Universidade de Stanford em 2016, a Plus.AI tem como acionista externa a maior plataforma de compartilhamento de caminhões da China, a Full Truck Alliance Group. A startup montou centros de pesquisa em Cupertino e Pequim e faz testes com protótipos na província de Jiangsu (leste da China) e na Califórnia. A PlusAI não é a única empresa que tenta o revolucionar o fragmentado setor de transporte de carga rodoviária de longa distância com tecnologia de direção autônoma.

Um representante da Sequoia preferiu não comentar. Plus.AI, Full Truck Alliance e FAW Jiefang não tiveram qualquer comentário imediato.

Nos sistemas sem condutor, o nível 5 é o mais alto de automação, enquanto o nível 2 se refere a sistemas que fornecem direcionamento do volante, freio, suporte de aceleração, centralização na pista e controle de cruzeiro adaptativo.

O objetivo da companhia de três anos de idade é desenvolver caminhões autônomos para produção em massa e uso comercial nos próximos anos, segundo comunicado em março. O plano é vender na China e nos EUA.

A Plus.AI tem uma parceria com a fabricante de semicondutores Nvidia e pretende usar a tecnologia dessa empresa americana para operar sua frota.

--Com a colaboração de Ying Tian.

Repórteres da matéria original: Vinicy Chan Hong Kong, vchan91@bloomberg.net;Lulu Chen Hong Kong, ychen447@bloomberg.net

Mais Notícias