Topo

Novo BNDES será um banco de serviços do Estado, diz Gustavo Montezano

Fabrício de Castro e Julia Lindner

Brasília

16/07/2019 13h51

O presidente do BNDES, Gustavo Montezano, afirmou nesta terça-feira, 16, que a nova instituição será um banco de serviços do Estado. Montezano disse que pretende atuar nas áreas de privatizações, concessões, e desinvestimento. "O BNDES será menos banco e mais desenvolvimento", disse.

Montezano tomou posse na presidência do banco de fomento, em cerimônia no Palácio do Planalto nesta terça. Antes disso, ele esteve na Secretaria de Desestatização do Ministério da Economia. "Fiquei triste quando cheguei a Brasília seis meses atrás", disse Montezano. "Foi lastimável o que fizeram com as contas públicas. O País está quebrado", afirmou.

De acordo com o novo presidente do banco de fomento, o BNDES será peça fundamental na recuperação do Estado. "O foco do banco não será o lucro, será a sustentabilidade financeira, e não lucro. Este é o principal norte." Montezano afirmou ainda que a instituição atuará sempre com transparência. Ele pontuou que momentos de transição de gestão são sempre delicados para quaisquer empresas.

Ao tratar da eleição do presidente Jair Bolsonaro, ele afirmou que a eleição de um deputado federal "à margem do poder político" é uma "disrupção política". Além disso, afirmou que o movimento de revolução tecnológica está varrendo as estruturas. "Em 5, 10, 20 anos, a forma de o governo interagir com o cidadão não será como hoje", disse. "Pessoas jovens, com visão moderna de mundo, terão muito a contribuir."

Mais Notícias