Topo

Ghosn renuncia de presidência da Renault, mas se mantém como diretor

Divulgação
Carlos Ghosn está preso desde 19 de novembro no Japão por denúncias de evasão fiscal e desvio de verbas da empresa Imagem: Divulgação

Sudip Kar-Gupta e Gilles Guillaume

Da Reuters, em Paris

12/02/2019 13h00

O executivo Carlos Ghosn renunciou aos postos de presidente do conselho de administração e presidente-executivo da Renault, mas manteve-se como diretor no grupo automotivo francês.

A Renault informou ainda que Thierry Bollore foi indicado para a presidência do conselho de administração da aliança Renault-Nissan.

"A Renault gostaria de especificar que o senhor Ghosn renunciou de suas posições na presidência do conselho e na presidência-executiva, mas continua como diretor da Renault SA", afirmou a companhia.

"O senhor Ghosn mantém suas posições na Alliance Rostec Auto e na Renault do Brasil", acrescentou a montadora.

Mais Notícias