PUBLICIDADE
Topo

Notícias

Maradona é enterrado em cerimônia restrita em Buenos Aires

26/11/2020 21h06

BUENOS AIRES, 26 NOV (ANSA) - O corpo do craque Diego Armando Maradona foi enterrado na noite desta quinta-feira (26) durante uma cerimônia restrita no cemitério Jardín Bella Vista, na província de Buenos Aires, após seu funeral ser marcado por diversos confrontos entre fãs e a polícia argentina.   


O caixão chegou ao local depois de mais de uma hora de viagem e foi recebido por uma multidão com bandeiras e faixas, entoando cânticos do estádio.   


Um forte esquema de segurança foi organizado na entrada do cemitério, onde também estão sepultados os pais de Maradona, Dalma Salvadora e Diego Maradona pai. Mesmo assim, novos momentos de tensão entre a polícia e os fãs do ex-atleta foram registrados. Pedras foram arremessadas na direção dos agentes, que protegiam os portões de entrada e responderam com tiros de balas de borracha.   


Inicialmente, o funeral seria realizado no próximo fim de semana, mas a família do ídolo mundial decidiu mudar a data para hoje. O velório deveria ocorrer até às 19h, na Casa Rosada, sede da presidência da Argentina, mas também foi encerrado antes do período previsto após um tumulto.   


Durante o trajeto até a periferia de Buenos Aires, mesmo em meio à pandemia do novo coronavírus Sars-CoV-2, uma multidão se aglomerou e acompanhou a passagem do carro pelas ruas para dar o adeus a Maradona.   


A morte do argentino, vítima de uma parada cardiorrespiratória aos 60 anos, gerou comoção no país e no mundo inteiro. Sua cerimônia fúnebre teve mais de 10 horas de duração e aconteceu na Casa Rosada, onde há 10 anos não ocorria um evento desse tipo.   


Diversas personalidades da Argentina comparecem para se despedir de Maradona, como o presidente Alberto Fernández, os ídolos do Boca Juniors Carlos Tevez e Martín Palermo, além de campeões do mundo com a Argentina em 1986 e do elenco do Gimnasia y Esgrima La Plata, último time que comandou.   


Já no cemitério, amigos e familiares se reuniram sob uma tenda e em volta do caixão de Maradona, que carregava uma bandeira da Argentina. Uma cerimônia religiosa foi realizada antes do enterro, com a presença de cerca de 40 pessoas, enquanto milhares de torcedores ficaram do lado de fora.   


Um drone filmou sem áudio o momento de intimidade, após um dia repleto de lágrimas, confusões, gritos e coros de dezenas de milhares de pessoas que tiveram a vida marcada pelo ídolo do futebol argentino.   


Corpo embalsamado - O site argentino Tyc Sports revelou nesta quinta-feira (26) que Maradona deixou um documento para sua família no qual manifestou seu desejo de ser embalsamado.   


O jogador teria feito o pedido para seu corpo ser preservado ao longo dos anos, podendo até ser exposto ao público, por temer a morte e o que aconteceria com seus restos mortais, ainda conforme a publicação. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Notícias