PUBLICIDADE
Topo
Notícias

Notícias

Conteúdo publicado há
15 dias

Maduro pede à ONU suspensão de todas as sanções contra a Venezuela

24/09/2021 02h36

Nações Unidas, 22 set (EFE).- Em discurso na Assembleia Geral das Nações Unidas nesta quarta-feira, o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, reiterou a exigência de que todas as sanções contra o seu país sejam suspensas.

"Ratificamos nosso pedido, nossa exigência de que sejam suspensas todas as sanções penais contra a economia venezuelana, contra a sociedade venezuelana pelos Estados Unidos e pelos governos da União Europeia", declarou Maduro em discurso gravado.

A esse respeito, o chefe de governo lembrou que a Venezuela levou em várias ocasiões a diferentes órgãos do sistema das Nações Unidas e à Assembleia Geral a denúncia do que ele definiu como "ataque feroz, campanha feroz" que ele acredita estar sendo feita contra o país pelas "elites que governaram os EUA".

"Eles tentaram usar os organismos internacionais de direito internacional para justificar a campanha feroz e os ataques criminosos contra o povo da Venezuela. A Venezuela sofre uma agressão permanente e sistemática através de sanções econômicas, financeiras e petrolíferas", denunciou.

"As contas financeiras estão sendo perseguidas, o ouro nas reservas internacionais legais do Banco Central da Venezuela em Londres foi apreendido e bloqueado, bilhões de dólares em contas bancárias nos EUA, na Europa e em outros países foram apreendidos e bloqueados", acrescentou.

MADURO PEDE APOIO A DIÁLOGO.

O líder também pediu o apoio das Nações Unidas para que o processo de diálogo iniciado com a oposição em agosto no México possa avançar. O governo venezuelano e políticos contrários ao regime iniciaram um processo de diálogo no México em 13 de agosto, com a Rússia e a Holanda acompanhando-os e a Noruega como mediadora. A terceira rodada de conversas acontecerá na próxima sexta-feira e durará até a próxima segunda.

"Agradeço o apoio do secretário-geral das Nações Unidas, Antonio Guterres, ao processo de diálogo no México e peço o total apoio das Nações Unidas para que o processo de diálogo no México avance em direção a novos acordos parciais e a um acordo global para fortalecer a paz, a soberania e a prosperidade integral da Venezuela", disse.

Maduro lembrou que neste ano foram organizadas várias mesas redondas de diálogo com os setores empresarial, sindical e social, além de todos os setores políticos.

As conversas foram organizadas pelo presidente da Assembleia Nacional (AN, Parlamento), Jorge Rodríguez, através de uma comissão especial da câmara sob as instruções de Maduro. O parlamentar também o chefe da delegação governamental para o diálogo com a oposição no México. EFE

gdl/dr

(foto) (vídeo)

Notícias