PUBLICIDADE
Topo
Notícias

Notícias

Conteúdo publicado há
1 mês

Colômbia tem maior quantidade de cultivo de drogas do mundo na fronteira com Venezuela

29/07/2021 14h00

Bogotá, 29 Jul 2021 (AFP) - A maior quantidade de plantações de drogas do mundo está na região de fronteira da Colômbia com a Venezuela, segundo revelou a ONU no relatório de 2020, que mais uma vez classifica a Colômbia como o primeiro produtor de cocaína, apesar de uma redução das colheitas.

"Norte de Santander (nordeste) se consolida como o departamento com a maior área de cultivo do país, com 40.084" hectares, informou o Escritório das Nações Unidas contra a Droga e o Crime (Undoc) na Colômbia, no documento apresentado nesta quinta-feira (29).

A organização já havia revelado em 9 de junho os números gerais sobre o monitoramento de cultivos ilícitos em 2020, quando aumentou em 8% a produção de cocaína (1.228 toneladas), apesar de uma redução de 7% dos cultivos plantados (143.000 hectares).

No relatório, a Undoc destaca que Norte de Santander superou pela primeira vez Nariño, nos limites com o Equador, como o departamento com maior área de cultivo de coca no país.

Para a ONU, os territórios fronteiriços "apresentam condições favoráveis" para a plantação da folha de coca e "seu vínculo com os outros elos da rede de narcotráfico".

"Cerca de 40% da coca de 2020 está relacionada com as áreas de fronteira", destaca a Undoc.

O governo do presidente Iván Duque acusa o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, de proteger em seu território os rebeldes e traficantes que atuam na Colômbia.

Caracas nega essas acusações e se mantém afastada de Bogotá, com quem não tem relações desde 2019, apesar de ambos os países compartiharem uma fronteira de 2.200 km.

A Colômbia tem a maior área plantada com safras de drogas do mundo, à frente do Peru e da Bolívia, enquanto os Estados Unidos são o maior consumidor de cocaína.

lv/vel/yow/aa

Notícias