PUBLICIDADE
Topo
Notícias

Notícias

Colheita de café do Brasil avança para 40% do total, mas segue atrasada, diz Safras

24/06/2021 10h01

SÃO PAULO (Reuters) - A colheita de café do Brasil atingiu 40% do total projetado para a temporada 2021/22 até o dia 22 de junho, avanço semanal de seis pontos percentuais, mas ainda segue com atraso na comparação com a média histórica de cinco anos (44%) para esta época, apontou levantamento divulgado nesta quinta-feira pela Safras & Mercado.

O maior produtor e exportador de café já colheu 22,86 milhões de sacas, considerando uma safra estimada pela consultoria em 56,5 milhões de sacas de 60 quilos, segundo relatório.

O ritmo de colheita está levemente abaixo do ano passado para o período (41%), quando o país teve uma produção recorde. Neste ano, produtores estão colhendo menos devido ao ciclo de baixa do café arábica e também por conta dos efeitos de uma prolongada seca.

Por outro lado, a condição seca favorece o avanço dos trabalhos de colheita, disse o consultor Gil Barabach, ressaltando que a condição climática também colabora com o beneficiamento.

"Tanto a colheita de arábica como de conilon mantém o bom ritmo, embora ainda atrasadas", destacou.

A colheita de arábica chega a 27% da produção, contra 32% em igual época do ano passado e 35% da média histórica para o período.

"O perfil segue positivo, tanto em termos de granação como da bebida. Mesmo assim, ainda é cedo para traçar um parecer mais seguro sobre a safra", comentou em nota.

No conilon, os trabalhos já alcançam 63% da safra, em linha com igual período do ano passado. Porém ainda aquém dos 69% de média para o período nos últimos cinco anos.

"A maturação mais lenta, retardando o início dos trabalhos, e a safra maior deste ano explicam essa performance", aponta.

(Por Roberto Samora)

Notícias