PUBLICIDADE
Topo
Notícias

Notícias

BBB21: Caio consegue pagar a dívida só com o que ganhou no programa?

do UOL

Matheus Adami

Colaboração para o UOL, em São Paulo

21/04/2021 15h18Atualizada em 21/04/2021 15h56

Caio Afiune, eliminado do Big Brother Brasil na última terça-feira (20), não vai ter mais problemas com cheques sem fundo e dívidas financeiras. Ao menos é o que garante o amigo Rodolpho Santos, 33, responsável pela administração das redes sociais do goiano durante o confinamento no reality show.

Em janeiro, dias após o início do programa — a exibição começou em 25 de janeiro — o nome do fazendeiro de Anápolis (GO) foi parar no noticiário financeiro. O motivo: 28 cheques sem fundo, devolvidos, e uma dívida de mais de R$ 8 mil. Um dos cheques somava mais de R$ 16 mil; outro R$ 6 mil.

Como a internet não perdoa, o participante logo ganhou o apelido de "Caio Caloteiro" nas redes sociais.

"Na realidade, o Caio já contou essa história algumas vezes. Ele fez um investimento que deu errado. O agronegócio é risco. Ele estava sozinho e acabou se complicando e assumindo uma dívida. De cheques, se não me engano, são R$ 37 mil", afirma Santos em entrevista ao UOL.

"No começo foi bem chato para a esposa, família, ver essa particularidade da vida financeira deles ser levantada dessa forma, com tanta maldade. Mas, desde que ele entrou, entrou com muito bom humor. Então a torcida acabou levando isso para o humor. Hoje a família dá risada", acrescenta.

Prêmios de Caio cobrem dívida

O fato de ter sido o 11º eliminado do programa, o que lhe garantiu uma vaga no "top 9", foi bom financeiramente para Caio.

"Ele já ganhou mais do que isso (dívida) em premiação dentro do programa. Anônimo era um problema. Hoje já é um problema resolvível. Com as propostas que ele vai receber, sem problema nenhum ele consegue resolver", contou Santos.

Caio, de fato, se mostrou um jogador de sorte dentro do BBB. Ele foi anjo em três oportunidades. Em cada uma, ganhou R$ 5 mil e pode enviar mais R$ 5 mil para um membro da família — em todas, a escolhida foi a esposa. Só aí a família arrecadou R$ 30 mil.

Em outras provas do reality, o fazendeiro ganhou prêmios: uma televisão de 55 polegadas, um aparelho de jantar de 18 peças, uma lavadora, uma cadeira gamer e R$ 10 mil para gastar em uma reserva de viagem.

Além disso, Caio e os demais brothers recebem um cachê. O valor é de um salário mínimo (R$ 1.100) por mês, além de R$ 500 pagos por semana de permanência. Ou seja: só pelos 85 dias de participação, fora os prêmios, Caio recebeu cerca de R$ 9 mil — cerca de R$ 3 mil pelo cachê mensal e R$ 6 mil por permanecer 12 semanas na casa.

Pós-BBB: mais dinheiro no caminho

De acordo com o amigo de Caio, o fazendeiro recebe, em média, seis propostas comerciais por semana "de tudo o que você possa imaginar."

"Abandonar a fazenda é claro que ele não vai, mas, pelo o que estamos vendo, principalmente nas últimas edições, no curto prazo ele conseguirá ter uma boa renda", projeta Santos.

Notícias