PUBLICIDADE
Topo

Notícias

Black Friday: 7 bons carros usados com preços que parecem promoção

Divulgação
Imagem: Divulgação
Felipe Carvalho

Felipe Carvalho é administrador de empresas, consultor e primeiro "caçador de carros" profissional do país. Seu canal no YouTube dedicado a avaliações de achados automotivos tem mais de 100 mil inscritos. www.youtube.com/CarrosdoPortuga

do UOL

Colunista do UOL

26/11/2020 04h00

Não tem um dia sequer que não nos deparemos com uma promoção. Muitas vezes elas nem são reais de fato, já que é comum o preço divulgado com desconto ser exatamente o mesmo que é sempre praticado.

De qualquer forma, elas funcionam. Quem nunca comprou algo por impulso, por parecer ser uma oportunidade única?

No mercado dos carros, não é diferente. O pessoal do marketing "rebola" para conseguir convencer que o atual momento é sempre o melhor para comprar. Mas quem está no meio sabe o quanto algumas promoções são fajutas.

Agora, no fim do ano, todos aproveitam a onda da Black Friday para alavancar as vendas. Esse termo foi copiado dos Estados Unidos, onde toda sexta-feira após o Dia de Ação de Graças lojistas praticam descontos generosos nos produtos. Mas será que existe Black Friday de verdade por aqui? Alguém já viu um desconto generoso na venda de um carro, algo na casa dos 40 ou 50%?

Não, isso nunca vai acontecer, até por causa do alto valor agregado de um carro. Porém, assim como no ano passado, vou listar alguns modelos que perdem tanto valor depois de pouco tempo que parecem viver em uma eterna Black Friday.

Considerei carros modelo 2017, comparados com eles mesmos, porém zero-quilômetro. Repare que os descontos estarão sempre entre aspas, pois não é um desconto real, já que estou comparando um novo com outro usado. Vamos a eles.

Nissan March SL CVT - desconto de 41%

March SL CVT - Murilo Góes/UOL - Murilo Góes/UOL
March tem mesmo design há anos
Imagem: Murilo Góes/UOL

Ele é praticamente o mesmo carro desde o seu lançamento. Passou apenas por uma pequena reforma visual, ganhou alguns poucos equipamentos ao longo dos anos, trocou o motor 1.0 4 cilindros por outro de 3 cilindros, e passou a oferecer transmissão automática no motor 1.6.

Essa é, basicamente, a trajetória do Nissan March no Brasil, modelo que gosto muito, mas carece de boas atualizações para enfrentar os atuais concorrentes. Diante desse cenário, é de se imaginar que sua desvalorização seja alta. Enquanto a versão SL CVT zero-quilômetro custa R$ 72.500, o modelo 2017 vale cerca de R$ 42.800, ou seja, "desconto" de 41%.

Para não dizer que os carros são idênticos, o atual tem multimídia mais moderna, além de apoio de cabeça e cinto de segurança de 3 pontos para o quinto passageiro. Convenhamos que é muito pouco para tanta diferença no preço.

Citroën Aircross Live automático - desconto de 41%

Aircross Live - Murilo Góes/UOL - Murilo Góes/UOL
Veterano Aircross pode ser encontrado a preços camaradas
Imagem: Murilo Góes/UOL

Outro exemplo que mudou muito pouco ao longo de sua vida no mercado nacional é o Citroën Aircross. A mudança mais relevante foi a troca da transmissão automática de 4 marchas para a de 6 marchas, no modelo 2018. Fora isso, o carro é basicamente o mesmo. Ele nunca foi um sucesso de vendas e sempre aparece nas listas dos mais desvalorizados, portanto, não tinha como ficar fora dessa "Black Friday".

Enquanto a versão Live zero-quilômetro custa R$ 80.000, o modelo 2017 vale cerca de R$ 47.000, ou seja, "desconto" de 41%. Porém, como eu disse, a melhor das mudanças, está no modelo 2018. A boa notícia é que ele tem valor bem próximo, de cerca de R$ 48.800, ou seja, "desconto" de 39%.

Mitsubishi ASX AWD - desconto de 43%

ASX - Reprodução - Reprodução
ASX é outro que mudou pouco
Imagem: Reprodução

O Mitsubishi ASX mudou de cara e até de nome, mas não se engane. Quando ouvir alguém falando em Outlander Sport, saiba que se trata do velho ASX depois de uma cirurgia plástica. Fato é que o carro continua bom. Desde sempre, as versões mais completas foram recheadas de equipamentos de segurança e conforto, portanto o veículo ainda faz bonito diante da concorrência.

Enquanto Outlander Sport HPE AWD zero-quilômetro custa R$ 145.000, seu equivalente em 2017, o ASX AWD, vale cerca de R$ 82.500, ou seja, "desconto" de 43%. Pode comparar um com o outro que não encontrará nada relevante, além do fato do mais novo ser flex. Se isso for um problema, basta pular um ano e levar um ASX 2018, que já é flex. O "desconto" será menor, de 40%, mas ainda assim bem vantajoso em relação ao Outlander Sport.

Renault Sandero Stepway - desconto de 45%

Stepway - Murilo Góes/UOL - Murilo Góes/UOL
Stepway preserva virtudes do Sandero
Imagem: Murilo Góes/UOL

De todos os carros listados, o Renault Sandero é que mais chama a atenção por estar aqui. É um veículo nacional, reconhecido por ter baixo custo de manutenção e boa liquidez no mercado. Portanto, como pode o preço do modelo novo ser tão distante de um usado com tão pouco tempo de uso?

No caso, estou considerando o Sandero Stepway com transmissão manual, que em 2017 era nome de versão, mas hoje passou a ser o nome do modelo. No fim das contas, é o mesmo carro, inclusive com o mesmo motor. No Sandero 2017, ele já é o atual 1.6 mais moderno, de alumínio, com corrente de comando e variador de fase.

Enquanto o Stepway Zen zero-quilômetro custa R$ 79.900, o Sandero Stepway 2017 vale cerca de R$ 40.600, ou seja, "desconto" de 45%.

VW Jetta Comfortline - desconto de 47%

O VW Jetta, é o único carro dessa lista que considerei gerações diferentes, algo que naturalmente impacta na diferença dos preços. Porém, o antigo Jetta ainda é um carro relativamente moderno, inclusive com a mesma mecânica do atual. Levando isso em conta, acredito que vale o comparativo entre eles.

Optei pela versão Comfortline, a única que ainda sobreviveu com o mesmo nome. Enquanto o zero-quilômetro custa R$ 132.350, o modelo 2017 vale cerca de R$ 70.000, ou seja, "desconto" de 47%. Além do visual, o atual Jetta conta com motor flex, enquanto o 2017 só roda com gasolina.

Porém, como eu disse, é o mesmo motor, o moderno 1.4 turbo com 150 cv. Precisa gostar muito de abastecer com álcool para querer pagar tão mais caro pelo novo Jetta.

Chevrolet Spin LTZ automática - desconto de 49%

Spin - Divulgação - Divulgação
Spin é opção espaçosa e barata para famílias
Imagem: Divulgação

Sou um dos defensores do Chevrolet Spin por ser um modelo honesto e praticamente sem concorrentes diretos. Nas versões mais caras, tem sido o carro com sete lugares mais barato do Brasil há um bom tempo. Mas isso não faz dele um carro barato, e isso fica claro quando comparado com ele mesmo, porém com alguns anos de uso.

Enquanto a atual versão Premier automática zero-quilômetro custa R$ 101.700, o equivalente de 2017, a versão LTZ automática, vale cerca de R$ 52.300, ou seja, "desconto" de 49%. Vale dizer que o modelo 2017 ainda tem aquele visual feioso, conhecido como "Spin Capivara". Porém, foi nesse modelo que o motor 1.8 passou por importantes melhorias, que fez o carro ficar mais eficiente.

De relevante mesmo, o atual Spin passou a contar com controle de estabilidade, algo importe. Mas convenhamos, faz sentido o modelo novo custar praticamente o dobro do 2017?

Toyota Prius - desconto de 56%

Prius - Murilo Góes/UOL - Murilo Góes/UOL
Design ousado e economia são marcas do Prius
Imagem: Murilo Góes/UOL

Por fim, um carro de nicho, que não vemos tantos nas ruas, e que por isso já é compreensível a alta desvalorização. O comprador do Prius é o típico motorista que gosta de tecnologia e não fica fazendo conta se vale a pena ter o carro. Por ser híbrido, é econômico, principalmente no ciclo urbano.

Mas custando o que custa, é de se imaginar que é algo irrelevante para o público-alvo. Enquanto o Prius zero-quilômetro custa R$ 185.000, o modelo 2017 vale cerca de R$ 81.500, ou seja, "desconto" de 56%. Dá para acreditar nessa diferença?

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Notícias