PUBLICIDADE
Topo

EUA podem ter "alguns pontos" de danos econômicos com alta de Covid-19 em Estados, diz Kudlow

08/07/2020 10h33

WASHINGTON (Reuters) - A economia provavelmente sofrerá alguns impactos conforme certos Estados norte-americanos reintroduzem restrições relacionadas ao coronavírus, mas impor outra paralisação nacional seria "um grande erro", disse o assessor econômico da Casa Branca Larry Kudlow nesta quarta-feira.

Ele acrescentou que não tem visto nenhuma evidência de uma recessão "double-dip" --quando a economia volta a entrar em recessão depois de recuperação de vida curta na sequência de uma primeira recessão. Essa tese foi sugerida por alguns analistas financeiros conforme mais Estados relatavam números recordes de novas infecções. Na terça-feira, os casos confirmados nos EUA chegaram a 3 milhões.

"Ainda não vejo isso", disse Kudlow a repórteres na Casa Branca, referindo-se a qualquer nova queda da economia, à medida que alguns dos Estados mais populosos do país, como Flórida, Texas e Califórnia, tiveram salto no número de casos e impunham mais medidas destinadas a mitigar o surto.

"Não posso descartar isso... Podemos ver alguns pontos, não vou negar isso", acrescentou.

Kudlow havia dito mais cedo à CNBC que outra paralisação nacional prejudicaria as empresas e o bem-estar dos norte-americanos.

"Seria realmente um grande erro", disse ele em entrevista à rede de televisão. "Dar um passo como outra paralisação... faria mais mal do que bem."

(Por Susan Heavey)

Notícias