PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus: após pandemia, parques do Japão pedem que turistas não gritem

Parques controlados pela Disney, como o Tokyo Disneyland, estão fechados desde 29 de fevereiro - Getty Images
Parques controlados pela Disney, como o Tokyo Disneyland, estão fechados desde 29 de fevereiro Imagem: Getty Images
do UOL

Do UOL, em São Paulo

29/05/2020 16h29

Parques temáticos no Japão devem se tornar mais silenciosos após a reabertura. Isso porque, segundo a People, as novas diretrizes para garantir a segurança após a pandemia de coronavírus é pedir que os turistas não gritem durante o passeio, inclusive nas montanhas-russas.

A Associação de Parques Temáticos do Leste e Oeste do Japão, que emitiram as novas normas, regulam mais de 30 operadores de parques no país, dentre eles o Tokyo Disneyland e o DisneySea.

Embora os parques controlados pela Disney, fechados desde 29 de fevereiro, não tenham anunciado data de reabertura, outros temáticos estão abrindo as portas.

Além de solicitar que os hóspedes mantenham a boca fechada — regra que não foi explicada pela Associação — as novas diretrizes incluem procedimentos de limpeza mais rigorosos, respeito ao distanciamento social, uso obrigatório de máscaras e interações mais curtas no atendimento ao cliente.

"Como um novo estilo de atendimento ao cliente, mesmo usando uma máscara, você pode usar uma combinação de olhos sorridentes, gestos com as mãos etc. para se comunicar com os visitantes", recomenda a Associação, segundo a CNN norte-americana.

Artistas e outros funcionários cujos trabalhos dificultam o uso de máscara devem ficar a pelo menos um metro de distância dos turistas.

Notícias