PUBLICIDADE
Topo

Peru insiste que alcançou 'platô' nas infecções por COVID-19, apesar do registro diário

27/05/2020 22h47

Lima, 28 Mai 2020 (AFP) - As autoridades do Peru informaram nesta quarta-feira (27) que o país alcançou um "platô" de novas infecções por coronavírus, apesar de novos casos e mortes, e após a Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) alertar que a transmissão da COVID-19 estava crescendo neste país, como no Brasil e no Chile.

"Estamos em um longo platô, até abrimos nossos dados para serem analisados novamente pela universidade, por particulares e universidades estrangeiras", disse o ministro da Saúde, Víctor Zamora, para a imprensa, referindo-se à colaboração com pesquisadores nacionais e esforços internacionais para reunir informações e análises epidemiológicas.

"É um declínio lento e gradual. Esperávamos que fosse muito mais rápido, mas a dinâmica da epidemia é diferente", declarou Zamora.

O Peru registrou oficialmente um recorde de 6.154 novos casos da COVID-19 nas últimas 24 horas, atingindo um total de 135.905 infectados, 36% a mais do que há uma semana.

Enquanto isso, com as 195 mortes registradas em 24 horas, o número de falecimentos chegou a 3.983, segundo dados do Ministério da Saúde.

A chefe do Comando de Operações COVID-19, Pilar Mazzetti, também alertou que é esperado um aumento nos casos de coronavírus.

O Peru é o segundo na América Latina em número de casos, depois do Brasil, e o terceiro em número de mortes causadas pela pandemia, atrás do Brasil e do México.

cm/fj/lca

Notícias