PUBLICIDADE
Topo

Crise humanitária afeta três milhões de pessoas no Níger

19/02/2020 12h52

Niamei, 19 Fev 2020 (AFP) - Cerca de três milhões de pessoas no Níger, menores em sua maioria, são afetadas por diversas crises humanitárias e precisam de ajuda - advertiu a ONU na terça-feira (18).

"Quase três milhões de pessoas, das quais mais da metade é criança, precisam de ajuda humanitária no Níger, diante dos riscos apresentados pela insegurança, desnutrição, epidemias recorrentes, inundações cíclicas, secas e deslocamentos", de acordo com o Fundo Internacional das Nações Unidas para a Infância (Unicef), em Niamey.

Desde 2015, o Níger enfrenta sangrentos ataques extremistas no oeste (zona das três fronteiras Níger-Mali-Burkina Faso) e no sudeste fronteiriço com a Nigéria.

Nessa zonas, "a situação de segurança se vê exacerbada, o que provoca a afluência de milhares de refugiados, repatriados, deslocados internos e migrantes. Todos precisam ter acesso aos serviços sociais básicos e à proteção para sua sobrevivência", convocou o Unicef.

No total, o Níger conta com cerca de 450.000 refugiados (nigerianos, malineses e cidadãos de Burkina Faso) e deslocados internos, expulsados pela violência jihadista, ou por grupos armados, segundo as Nações Unidas.

bh/ck/sd/mab/mb/tt

Notícias