PUBLICIDADE
Topo

Acusado de corrupção, Netanyahu retira pedido de imunidade ao Parlamento

Primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu - Amir Cohen/Reuters
Primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu Imagem: Amir Cohen/Reuters

28/01/2020 06h26

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, anunciou nesta terça-feira que retirou o pedido de imunidade ao Parlamento, apenas uma hora antes do início da sessão que discutiria a questão.

"Informei ao presidente do Parlamento que retirei o pedido de imunidade. Mais tarde, desmentirei as acusações ridículas (...) formuladas contra mim", afirma em um comunicado o chefe de Governo", acusado de corrupção em três casos diferentes.

"Mas no momento não deixarei que meus adversários políticos utilizem isto para ofuscar o processo histórico que estou liderando", disse Netanyahu em Washington, onde nesta terça-feira será apresentado um "plano de paz" americano para o Oriente Médio.

Em novembro de 2019, o primeiro-ministro foi acusado de corrupção, fraude e abuso de confiança em três casos. Em janeiro, ele solicitou ao Parlamento que concedesse imunidade após as legislativas de 2 de março, confiando em uma vitória nas urnas que o proteja da justiça.

Notícias