PUBLICIDADE
Topo

BYD confirma interesse em fábrica da Ford; conversas ocorrem com matriz

BYD vende caminhões e ônibus movidos a eletricidade - Divulgação
BYD vende caminhões e ônibus movidos a eletricidade
Imagem: Divulgação
do UOL

Do UOL, em São Paulo (SP)

16/01/2020 12h58

Resumo da notícia

  • Negociações estão acontecendo diretamente com a matriz da BYD na China
  • Empresa possui fábrica de chassi de ônibus elétricos em Campinas (SP)
  • Diretor da BYD diz que empresa tem "planos ambiciosos" para o Brasil

A BYD é uma das duas empresas candidatas a comprar a fábrica da Ford em São Bernardo do Campo (SP) e as negociações ocorrem diretamente com os chineses. A informação, que já havia sido levantada pelo jornal Folha de S. Paulo, foi confirmada pelo diretor de marketing, sustentabilidade e novos negócios da empresa, Adalberto Maluf, para a agência "AutoData".

"O governador (João) Doria entrou em contato com a BYD para mostrar a oportunidade e agora as conversas estão com a matriz. Nossa responsabilidade é estudar o mercado e apresentar as oportunidades que acreditamos ter em alguns setores estratégicos", declarou.

A empresa teria interesse em produzir veículos comerciais elétricos. Ainda de acordo com a agência, embora Maluf considere que a operação atual em Campinas (SP) seja suficiente para atender a demanda atual, a BYD tem planos ambiciosos para o Brasil.

"A filial brasileira acredita muito no crescimento da eletrificação de comerciais, em especial no desenvolvimento de logística urbana, operações específicas como coleta de lixo, mineração e construção civil. Nosso foco no Brasil e na América Latina é em veículos comerciais", afirmou Maluf.

A BYD inaugurou sua primeira fábrica de chassis de ônibus elétricos em 2016. No ano seguinte, a empresa inaugurou uma fábrica de painéis solares e, em 2019, entregou uma frota de 15 ônibus movidos a eletricidade em São Paulo.

E a Caoa?

Na última segunda-feira (13), o governador de São Paulo, João Doria, afirmou que o Grupo Caoa desistiu de comprar a fábrica de São Bernardo do Campo. Porém, Doria revelou que a empresa anunciará um novo investimento ainda neste ano em parceria com um investidor chinês.

Notícias