PUBLICIDADE
Topo

PF faz operação contra quadrilha que fraudou R$ 9 milhões do INSS em AL

Bruno Rocha/Fotoarena/Fotoarena/Estadão Conteúdo
Imagem: Bruno Rocha/Fotoarena/Fotoarena/Estadão Conteúdo
do UOL

Do UOL, em São Paulo

12/12/2019 09h17

A Polícia Federal realiza na manhã de hoje, em Maceió, uma operação contra uma quadrilha especializada em fraudes na Previdência Social. O grupo criminoso recebia 80 benefícios previdenciários. O total desviado ultrapassa os R$ 9 milhões.

São cumpridos 14 mandados de prisão e 20 de busca e apreensão, expedidos pela 1ª Vara Federal em Alagoas. Um servidor da agência de Marechal Deodoro foi detido e outros três funcionários, todos da agência da capital, foram afastados.

O grupo é especializado na falsificação de documentos e suborno de servidores públicos para a obtenção de LOAS idoso (amparo assistencial ao idoso) e Pensão por Morte. Neste último caso, Certidões de Óbito eram adulteradas, modificando a data da morte do instituidor.

Ao todo, a investigação identificou 80 benefícios previdenciários que efetivamente vinham sendo recebidos pela organização criminosa, o que proporcionava uma retirada mensal de mais de R$ 160 mil. Esses benefícios serão cassados imediatamente por ordem da 1ª Vara Federal.

Os presos responderão pelos crimes de estelionato, petrechos de falsificação, falsidade ideológica, uso de documento falso, inserção de dados falsos em sistema de informações, corrupção passiva e corrupção ativa, todos do Código Penal, além do delito de organização criminosa. As penas somadas podem superar os 30 anos de prisão.

Notícias