Topo

Colômbia fechará fronteiras devido ao protesto de 5ª feira

19/11/2019 17h33

Bogotá, 19 nov (EFE).- A Colômbia fechará as fronteiras a partir desta meia-noite até a madrugada de sexta-feira para evitar a entrada de estrangeiros que possam alterar a ordem pública na quinta-feira, dia em que ocorrerá um protesto de dimensão nacional contra as políticas do governo.

"O governo nacional, com o objetivo de garantir a tranquilidade das manifestações da próxima quinta-feira, tomou a decisão de fechar as fronteiras (terrestres) e fluviais", disse Christian Krüger Sarmiento, diretor da Migração Colômbia, agência ecarregada do controle migratório do país.

O fechamento das 12 passagens se aplica às fronteiras com Brasil, Equador, Peru e Venezuela, que serão reabertas "em 22 de novembro, às 5h (horário local; 7h em Brasília)".

"Esta é uma medida que busca ou pretende evitar que estrangeiros entrem no território nacional com a vontade de alterar a ordem pública e a segurança", explicou o diretor da agência.

Nos últimos dias, as autoridades colombianas expulsaram ao menos 15 estrangeiros, a maioria venezuelanos, que estavam incitando à violência.

Krüger lembrou que os estrangeiros podem protestar, mas que é "proibido, assim como para os cidadãos nacionais, alterar a ordem pública, atentar contra a integridade das pessoas e os bens públicos e privados". EFE

Notícias