Topo

Boeing abandona sistema automático usado em fuselagem do 777

14/11/2019 15h59

(Reuters) - A Boeing abandonou um importante sistema automático usado na produção de seções da fuselagem do jato 777 em meio a relatos de problemas de confiabilidade. A companhia vai usar parcialmente um sistema mecânico no lugar, afirmou a fabricante norte-americana de aviões nesta quinta-feira.

A Boeing começou a produzir as fuselagens do 777 em 2015 na posição vertical, com robôs fazendo furos e instalando fixadores, um sistema conhecido como Faub.

A fabricante, que tenta concluir a aquisição da Embraer, afirmou que parou de usar o sistema, que segundo fontes da indústria, causou problemas de confiabilidade e retrabalho.

No lugar do Faub, a Boeing vai usar o sistema de trilhos flexíveis, um método automatizado de fazer furos ao longo da circunferência do avião que depois são fixados manualmente.

A mudança ressalta a continuada pressão sobre a Boeing em um momento em que a empresa também tenta aprovação de autoridades para a retomada dos voos do 737 MAX antes do final deste ano. Dois jatos do modelo caíram entre 2018 e o início deste ano matando centenas de pessoas.

(Por Anurag Maan, Eric Johnson e Tim Hepher)

Notícias