Topo

Governo Maduro chama de "paródia" posse presidencial realizada na Bolívia

A senadora boliviana Jeanine Añez - Reprodução/Facebook
A senadora boliviana Jeanine Añez Imagem: Reprodução/Facebook

13/11/2019 14h40

O governo venezuelano rejeitou hoje a autoproclamação da senadora Jeanine Áñez como presidente da Bolívia, considerando-a uma "paródia" para legitimar um "golpe de Estado".

"A Venezuela expressa sua firme rejeição à paródia representada ontem (terça-feira) na Assembleia Legislativa da Bolívia, que resultou na autoproclamação ilegal de uma parlamentar como suposta chefe de Estado", disse um comunicado divulgado pelo Ministério das Relações Exteriores.

Com o ato, "se pretende dar legitimidade à deposição forçada do legítimo presidente da Bolívia", acrescenta o texto divulgado pelo governo do presidente Nicolás Maduro

Añez, que era a segunda vice-presidente do Senado, proclamou-se presidente ontem, dois dias após a renúncia de Evo Morales, agora asilado no México.

Notícias