Topo

Nobel de Economia premia trio por iniciativa para aliviar pobreza global

Painel mostra retratos dos vencedores do Prêmio Nobel de Economia de 2019 - Jonathan Nackstrand/AFP
Painel mostra retratos dos vencedores do Prêmio Nobel de Economia de 2019 Imagem: Jonathan Nackstrand/AFP
do UOL

Do UOL, em São Paulo*

14/10/2019 06h52

O Nobel de Economia de 2019, anunciado hoje, foi para Abhijit Banerjee, Esther Duflo e Michael Kremer por "sua abordagem experimental para aliviar a pobreza global", anunciou a academia.

Segundo o comitê, a pesquisa "melhorou nossa capacidade de combater a pobreza global". O trio vai dividir o prêmio de 9 milhões de coroas suecas, o equivalente a R$ 3,7 milhões.

"Como resultado direto de um de seus estudos, mais de cinco milhões de crianças indianas se beneficiaram de programas eficazes de aulas de reforço na escola", afirmou o comitê do Nobel, em comunicado. "Outro exemplo são os pesados subsídios para cuidados de saúde preventivos que foram introduzidos em muitos países."

Esther é a segunda mulher a ganhar o prêmio de economia na história e a mais nova a ser laureada, aos 46 anos. A primeira mulher vencedora na categoria foi Elinor Ostrom, em 2009.

Banerjee e Esther são da Instituto de Tecnologia de Massachusetts Institute of Technology (MIT), nos Estados Unidos, enquanto Kremer é da Universidade Harvard, também nos EUA.

No ano passado, os economistas americanos William Nordhaus e Paul Romer venceram o prêmio por integrar a mudança climática e a inovação tecnológica no crescimento econômico.

Os prêmios de Medicina, Física, Química, Literatura e Paz foram anunciados na semana passada.

* Com Estadão Conteúdo

Veja mais economia de um jeito fácil de entender: @uoleconomia no Instagram.
Ouça os podcasts Mídia e Marketing, sobre propaganda e criação, e UOL Líderes, com CEOs de empresas.
Mais podcasts do UOL em uol.com.br/podcasts, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts e outras plataformas.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Notícias