Topo

Explosão de mina em Gana deixa pelo menos 16 mortos

24/01/2019 08h01

Acra, 24 jan (EFE).- Pelo menos 16 mineiros em situação irregular morreram após uma explosão em uma mina no norte de Gana enquanto buscavam ouro, segundo recolheram nesta quinta-feira veículos de imprensa locais.

O incidente aconteceu na região de Upper East, enquanto os mineiros trabalhavam em uma concessão da empresa chinesa Shaanxi Mining Ltd, um incidente pelo qual a polícia já deteve cinco pessoas, detalhou a rádio local "Joy News".

Testemunhas disseram que os mineiros morreram asfixiados por colunas de fumaça depois de detonar explosivos, apesar de a companhia chinesa ter advertido aos trabalhadores sobre a iminente explosão, mas o aviso teria sido ignorado.

A Comissão Mineira do país ordenou a Shaanxi fechar a mina temporariamente e a ministra da região, Paulina Abayage, disse à "Joy News" que os oficiais da companhia estão sendo interrogados pela polícia.

Esta concessão já sofreu sete acidentes mortais desde 2013, como o produzido em abril de 2017, quando sete mineiros, também em situação de irregularidade, morreram após por asfixia pela fumaça.

A mineração ilegal é comum em Gana, onde muitos mineiros em situação irregular morrem nos poços quando estes desabam ou inundam.

Este país realiza uma forte campanha nacional contra a exploração mineira ilegal que causou uma degradação ambiental em massa e contaminou pontos de água neste pequeno estado da África Ocidental.

Em outros países africanos mineiros, como na República Democrática do Congo e na África do Sul, dezenas de mineiros clandestinos morrem todos os anos em acidentes e enfrentamentos armados entre grupos rivais em minas abandonadas que já não são rentáveis para as empresas proprietárias. EFE

Mais Notícias