PUBLICIDADE
Topo
Notícias

Notícias

Presidente da CPI diz que declaração de Bolsonaro deve complicar relação com China

27.abr.2021 - Em pronunciamento, à mesa, presidente eleito da CPI da Covid, senador Omar Aziz (PSD-AM) - Jefferson Rudy/Agência Senado
27.abr.2021 - Em pronunciamento, à mesa, presidente eleito da CPI da Covid, senador Omar Aziz (PSD-AM) Imagem: Jefferson Rudy/Agência Senado

Ricardo Brito

05/05/2021 16h29Atualizada em 05/05/2021 16h54

O presidente da CPI da Covid, senador Omar Aziz (PSD-AM), afirmou nesta quarta-feira que as declarações de mais cedo do presidente Jair Bolsonaro sobre a China devem complicar as relações com o país asiático, no momento em que o Brasil depende de insumos chineses para produzir vacinas contra a Covid-19.

"Eu acho que a situação nossa em relação a ter insumos vai piorar com essa declaração hoje (do presidente)", disse Aziz durante reunião da Comissão Parlamentar de Inquérito que apura as medidas de combate à pandemia no país.

"Hoje foi ruim, viu, e chama de guerra química e tal. E a gente está dependendo, a gente está na mão dos chineses para trazer o IFA (insumo farmacêutico ativo), nós não temos produção de IFA aqui e não vamos ter tão cedo. A gente depende da Índia para alguns insumos, da China para outros insumos", acrescentou.

Mais cedo, em um discurso exaltado e sem citar nominalmente a China, Bolsonaro insinuou que o novo coronavírus pode ter sido criado pelo país asiático como parte de uma "guerra bacteriológica", em mais um episódio que tem potencial de gerar atrito com o principal fornecedor de insumos para vacinas do Brasil.

"É um vírus novo, ninguém sabe se nasceu em um laboratório ou nasceu por algum ser humano ingerir um animal inadequado. Mas está aí. Os militares sabem que é uma guerra química bacteriológica e radiológica. Será que estamos enfrentando uma nova guerra? Qual país que mais cresceu seu PIB? Não vou dizer para vocês", afirmou.

Apesar de o presidente não ter citado diretamente o país asiático, a China foi o único país que teve um aumento do Produto Interno Bruto em 2020, de 2,3%. O novo coronavírus foi detectado primeiro na província chinesa de Wuhan, ainda em dezembro de 2019, mas o país também foi o primeiro a controlá-la com medidas muito duras de lockdown.

Essa não é a primeira vez que Bolsonaro, seus filhos ou membros do governo fazem acusações sem provas ao governo chinês, seja pela Covid-19, seja por questões relativas à tecnologia de comunicação 5G.

Tanto a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) quanto o Instituto Butantan dependem da chegada de IFA da China para envasar as vacinas Oxford/AstraZeneca e CoronaVac, respectivamente, e atrasos nesse recebimento têm impactado na produção local dos imunizantes desde o fim do ano passado.

Após o comentário feito sobre a manifestação de Bolsonaro, o presidente da CPI disse que o líder do governo no Senado, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), tem sido capaz de "tirar água de pedra", apesar de citar a situação como "difícil".

O relator da CPI, Renan Calheiros (MDB-AL), emendou dizendo que, neste caso, é "mais difícil", mas ressalvou que não se deve subestimar a capacidade de Bezerra no cargo.

Notícias