PUBLICIDADE
Topo
Notícias

Notícias

Conteúdo publicado há
15 dias

Intensos combates deixam quase 100 mortos no Iêmen

16/04/2021 08h31

Dubai, 16 Abr 2021 (AFP) - Pelo menos 96 combatentes morreram nas últimas 48 horas no Iêmen em combates entre soldados do Exército e rebeldes que tentam tomar a cidade de Marib, no norte - informaram fontes militares nesta sexta-feira (16).

"Os combates entre ambos os lados em várias frentes da região de Marib, na quarta e na quinta-feiras, deixaram 36 mortos entre as forças leais [ao governo iemenita], e 60, entre os rebeldes" huthis, relataram as fontes.

Os rebeldes huthis continuam atacando as posições das forças pró-governo, disseram fontes militares, segundo as quais aviões da coalizão liderada pela Arábia Saudita, que intervém no Iêmen desde 2015, lançam bombardeios contínuos contra os rebeldes.

Os huthis "avançam lentamente em direção a Marib, mas agora constituem uma ameaça particularmente real nas frentes Kasara e Mashjaa, a noroeste da cidade", disse uma autoridade militar.

A perda de Marib seria um duro golpe para o governo e para Riade.

Após um período de relativa calma, os huthis tentam, desde fevereiro, conquistar a região petroleira de Marib, em poder das forças leais ao governo. Estas forças contam com o apoio da coalizão.

A ofensiva não cessou, apesar dos inúmeros apelos por uma trégua.

No final de 2014, os huthis tomaram a capital do país, Sanaa, e grande parte do norte do país.

O conflito já dura seis anos. Desde então, morreram milhares de pessoas, segundo várias ONGs, e milhões de iemenitas se encontram em condição de fome extrema.

Na quinta-feira (15), o enviado das Nações Unidas para o Iêmen, Martin Griffiths, pediu às partes beligerantes que aceitem sua proposta de plano de paz.

faw-sy-feb/bfi/mar-jvb/pc/mar/tt

Notícias