PUBLICIDADE
Topo

Notícias

China anuncia retaliação contra 6 empresas de mídia dos EUA

26/10/2020 13h32

PEQUIM, 27 OUT (ANSA) - O governo da China anunciou uma retaliação contra os Estados Unidos nesta segunda-feira (26) e declarou seis empresas de mídia norte-americanas como "missões estrangeiras". A ação é uma resposta a uma medida semelhante de Washington anunciada em 21 de outubro.   

Foram afetados pela medida os escritórios da "ABC", do "Los Angeles Times", da "Minnesota Public Radio", do "Bureau of National Affairs", da "Newsweek" e do "Feature Story News".   

Todos deverão apresentar, em até sete dias, informações sobre funcionários, finanças, operações e situação dos bens imobiliários.   

De acordo com o Ministério das Relações Exteriores, a "China foi obrigada a tomar a decisão em resposta a opressão sem motivos contra as organizações de mídia chinesas estabelecidas nos Estados Unidos".   

A medida é similar a uma outra anunciada em 1º de julho - que afetou a Associated Press, United Press International, "CBS" e "NPR" - e a terceira nesse sentido só em 2020. Em todos os casos, os chineses responderam medidas aplicadas por Washington contra grupos de mídias de Pequim.   

Desde o início do ano, o governo do presidente Donald Trump vem impondo uma série de sanções em diversos campos - diplomático, político e econômico - como parte de uma política de maior ataque aos chineses. Por sua vez, o governo de Pequim vem respondendo na mesma intensidade. (ANSA).   

Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Notícias